sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Artroplastia total de quadril 2 - A conversa continua aqui.


Este blog tem se transformado em uma espécie de ponto de encontro virtual para pessoas que estão vivenciando as dificuldades de uma cirurgia para colocação de próteses no quadril.
Temos recebido muitos comentários, concentrados principalmente neste post. Hoje pela manhã contamos 201 intervenções. Na minha opinião, um verdadeiro sucesso de público e audiência...(rsrs)
Estamos praticamente formando uma "comunidade".
Não existem aqui especialistas médicos no assunto. Nós somos os próprios pacientes (às vezes impacientes), interessados em compartilhar experiências pessoais, descobertas e informações úteis, pré e pós cirúrgicas.

Para aliviar o primeiro post que escrevi sobre a Artroplastia de Quadril a que me submeti há quase um ano, achei conveniente abrir esse novo espaço para comentários.  Vamos ver se pega. Muita gente tem se assustado com a quantidade de coisas que tem para ler no outro post e desiste.

É uma continuação de conversa. Quem não quiser pegar o bonde andando e preferir se inteirar de tudo o que já foi dito no blog, pode começar por aqui, depois aqui, aqui e aqui.

Vou inaugurar o espaço com o e-mail que recebi do Luis Fernando, e já nasce com perguntas e respostas.

Inicialmente gostaria de parabenizar a Josie pela ideia do blog, pois realmente temos um déficit muito grande dessa disucssão entre pacientes.

Meu nome é Luiz Fernando, 29 anos, e estou na minha 5 semana de artroplastia total do quadril com prótese não cimentada, em função de um desgaste por artrite reumatóide juvenil e gostaria de saber de vcs algumas informações sobre:

1. Dores no joelho; (tive dores insuportáveis no meu joelho);

2. Deni, quem é o seu médico em Porto Alegre?

3. Meire, não sei se vc fez a sua cirurgia, mas tb me tratei no Sarah de Brasília e a opnião médica era a mesma. Cançado dessa opnião procurei diversos médicos em Brasília e parti para SP no renomado instituto Cohen. Resultado que me levou a fazer a prótese:

a) Sou jovem, e quero qualidade de vida agora, não daqui 40 anos;

b) As próteses hoje duram de 20 a 30 anos;

c) Daqui 20 anos, teremos tecnologia para revisão de prótese muito mais avançadas do que hoje;

RESULTADO FINAL

1. Estou na minha quinta semana de PTQ, feliz da vida pois ja consigo fazer movimentos jamais feitos antes..... boa sorte....

4. Edna, vc saltou de para-quedas? Antes ou depois da prótese? Teve algum problema?

5. Pessoal por fim gostaria de saber como vcs procederam para alcançar melhores resultados. Hidroterapia? Fisioterapia? Quantas vezes por semana? Outras atividades físicas?

6. Recomendações de movimentos e atividades que vcs nunca mais poderão fazer.

7. Meu médico me disse que com 45 dias de cirurgia já vou andar sem nenhum apoio. Será?

DEPOIS VAMOS POSTAR UM CONSOLIDADO DAS RESPOSTAS NO BLOG.

Obrigado desde de já a todos e boa sorte.

Luiz Fernando
=======================

A primeira resposta, da Deni, inaugura a sessão de comentários.

===================

Atualizando:
16/Nov/2012

Novos comentários sobre esse assunto estão sendo recebidos no post “Artroplastia Total de Quadril 4 - Cartas dos Leitores”
Este espaço aqui já está muito cheio. 

O link é 
http://seguindoadiante.blogspot.com.br/2012/11/artroplastia-total-de-quadril-4-cartas.html

Um beijo.



285 comentários:

  1. Por m.Jo
    Transcrição do e-mail recebido da Deni:

    OLá Luiz , sou Deni, como estás?

    Olha eu também agradeço a Josie por propiciar discussões tão interessantes e úteis para quem precisa !

    Sobre suas perguntas:

    Meu médico
    Mauro Meyer, Hospital Moinhos de Vento em Porto Alegre, ele realmente é bom, faz uma cirurgia minimamente invasiva e a gente realmente anda no dia seguinte á cirurgia, sem apoio(usei bengala por insegurança e pq a outra perna tem problemas tb),

    Reabilitação: a recomendação do médico foi musculação como um fisiculturista (disse ele), isso após as fisioterapias recomendads por ele; te confesso que fiz pouco e voltei p hidroginástica quase diariamente.

    Dores no joelho: tive sim, por uns dias meu joelho rodou p dentro, mas pq tinha quadril luxado e a união da articulação não é no local onde todos tem.

    Restrição de movimentos: nenhuma, vida normal; lógico que tenho o outro quadril me impedindo.
    Estou me preparando para fazer a outra perna com ele e muito confiante!

    Boa recuperação!

    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luis Fernando
    Compartilho da sua opinião, quero qualidade de vida agora. Amanhã a gente vê, principalmente sabendo que esse amanhã vai demorar uns 20 ou 30 para chegar.

    Eu não tive dores no joelho, muito pelo contrário. Meu pós-operatório foi bem tranquilo.
    Fiz fisioterapia desde o dia D+2, e assim que tirei os pontos comecei a hidroterapia diária.
    Uns três meses depois fiz um intensivo de 10 dias de fisioterapia + pilates + hidroginástica em Sorocaba, com um pessoal muito competente. Foi muito bom. Fiz também umas sessões de antiginástica.

    Depois de quatro meses fiz uma viagem ao himalaia,que foi bom enquanto durou mas me trouxe problemas. Uma lesão neurológica por ter ficado muito tempo sentada numa cadeira de avião na classe econômica, amarrada no cinto de segurança. Não recomendo a ninguém.

    Hoje estou ótima. Evito rotação da perna para dentro e forçar muito a flexão do quadril/joelho na posição "fetal". Só isso. Tenho feito pilates 2 vezes por semana e estou pensando (só pensando, por enquanto) em me matricular numa academia.

    Sucesso na sua recuperação, um abraço e bem vindo ao blog.

    ResponderExcluir
  3. Ma.José,
    Desconhecia esa parte da sua vida.
    Mas vejo pelo que falas, que és uma vencedora.
    Gostei de ler tua experiência e a idéia do blog como grande possibilidade de agregar pessoas e ajudá-las.
    Vamos nos falar.
    Espero tua resposta.
    Bjs, saudades do Contaf.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Carmen
    Gostei muito de receber sua visita aqui no blog.
    Dê um passeio, tem muitas outras coisas além da artroplastia. Curiosamente, o lado "ceramístico", que você conhece, é o que menos tem sido enfocado por aqui. E ainda estou devendo o post do Contaf...
    Uma beijoca e seja bem vinda.

    ResponderExcluir
  5. Oi M.Jo meu nome é Adriana tenho 35 anos e ja entrei em contato no blog pelo outro link de atroplastia e com a Marta por email, fiz a minha cirurgia no dia 11 de setembro de 2010, tive um tumor malgino (condrossarcoma) no fêmur esquerdo, e foi preciso retirar 15 do meu Fêmur e parte da musculatura,coloquei uma endoprotese não convencional/cimentada ainda ando de andador, mais meu médico me falou que essa demora está sendo maior pela parte muscular que foi retirada na rehião do gluteo médio.Li o depoimento do Luis e tb tenho dores no joelho e ele não esta dobrando no seu total Tive muitas dú
    vidas e seu blog e a Marta participante muito importante do seu blog me tranquilizaram por muitas vezes,principalmente quando percebi pelos depoimentos que a demora na minha recuperação era normal, e que cada caso é um caso, mais as duvidas e angústias divididas são as mesmas. Ainda não consigo realizar muitas tarefas como descer da cama sozinha, é somente essa parte de tudo é que me incomoda um pouco, a dependencia é cruel, mais me agarro com forças nas partes positivas de todo esse processo, a dor que ja não tenho mais, o fato de não ter mais o tumor, em saber que muitos passaram pelo mesmo processo e superaram e estão bem hoje.Estou na fisioterapia desde quinze dias de cirurgia e faço diariamente e acredito que é o progresso que tive até agora foi decorrente da fisio.
    Alguém ja ouviu falar em outra pessoa com a recuperação tão demorada como a minha????
    Bom mais uma vez parabéns pelo blog é realmente um sucesso, entro sempre para ler e me atualizar sobre as duvidas gerais.
    Boa sorte a todos e até mais.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Adriana.
    Uma coisa interessante que tenho visto por aqui é a diversidade das orientações que as pessoas recebem dos médicos: pode levantar logo da cama, não pode levantar logo. Pode pisar, não pode. Tem que fazer fisio, não é para fazer e por aí vai. Cada cabeça uma sentença, que nem cabeça de juiz.
    Vejo também que os tempos de recuperação variam muito de pessoa prá pessoa. Outro dia recebi um e-mail de um rapaz que ainda não conseguiu se recuperar completamente de uma cirurgia feita há dois anos. Acho que vc disse tudo, cada caso é um caso. A sua história tem certas particularidades, a desse rapaz deve ter outras.
    Mas acho que relatos como o seu nos ajudam a compreender melhor o que se passa conosco, saber o que esperar e como agir. Esse é o sentido disso tudo.
    Desejo a vc uma boa e rápida recuperação.
    Um grande abraço e bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  7. Olá a todos me chamo wagner,tenho 33anos tive que fazer atroplastia total do quadril parafusada,devido a danos de artrite reumatoide.Gostaria de saber como as pessoas aqui estão lidando com essa protese no dia a dia.
    Abraços, Deus abençoe a todos.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Wagner.
    Muita gente tem entrado aqui no blog para falar de suas experiências pessoais com a artroplastia.
    Tenho certeza de que você vai ler muitos depoimentos interessantes.
    Um abraço e seja bem vindo.

    ResponderExcluir
  9. Olá M.Jo.
    Meu nome é Eliane e moro em Campo Grande MS.
    Achei interessante seu Blog e vou deixar aqui minha experiência vivida.
    Em 1998 aos 24 anos de idade para minha surpresa descobri que tinha artrite reumatóide e tinha que passar por uma artroplastia total de quadril as dores eram intensas.
    Coloquei uma prótese de Titânio e a cirurgia foi um sucesso, 2 meses depois estava caminhando normal e sem muleta e tive uma vida normal as vezes até esquecendo que tinha prótese.
    Se passaram 12 anos da cirurgia em janeiro de 2010 aos 36 anos comecei sentir dores e procurei o médico já sabendo que tinha algo errado e ele me deu a noticia que minha prótese estava gasta e que tinha que passar por uma manutenção.
    A minha maior decepção foi quando ele disse que era grave e não podia realizar esta cirurgia, segurei firme nas mão de Deus e não deixei me abalar.
    Foi quando Deus me enviou um Dr. Anjo com sua equipe médica e a cirurgia foi um sucesso tem 2 meses que estou em recuperação, estou andando com andador e praticamente já realizo tudo sozinha e o melhor sem medicação e dores.
    A cirurgia foi de 5 horas complicada mas não impossível, coloquei uma prótese de porcelana com previsão de duração de 30 anos eu espero que dure.
    Meu amigos evitem as longas caminhadas, eu sempre me cuidei a minha prótese tinha previsão de 30 anos de duração e foi apenas 12 anos.
    Parabéns M.Jo. pelo blog e de revelar aqui minha experiência de vida.
    Estou aqui firme nas mãos de Deus nele tudo eu posso.
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Oi, Eliane
    Obrigada pelo seu depoimento.
    A substituição da prótese é sempre um fantasma que ronda nossas cabeças, por isso é muito reconfortante saber que vc passou por isso e foi bem sucedida.
    Boa rcuperação e bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  11. Oi, M.JO.
    Obrigada pela oportunidade de escrever no blog o meu depoimento, tenho certeza que estou ajudando as pessoas que estão passando por esta fase.
    É importante sempre mantermos a nossa auto estima e nunca abaixarmos a cabeça aos pequenos problemas da vida.
    Procuro sempre viver o hoje o amanhã ainda vira.
    Corrigindo aqui um erro no depoimento anterior a minha protese foi de cerâmica e não de porcelana rsrsrsrs.
    Parabéns pelo blog!!
    Abraços da amiga Eliane

    ResponderExcluir
  12. Oi, meu nome é Cristiano também fiz uma cirurgia de artroplastia total do quadril, já faz mais de um ano agora eu ando sentindo dores sera que e normal

    ResponderExcluir
  13. Oi m.Jo.,sera que vc ainda se lembra de mim? Fiz a minha cirurgia no dia 17 de junho de 2010 e gostaria de dizer que estou totalmente recuperada. Achava que ia continuar mancando e hoje,nem parece que fiz uma artroplastia do quadril,a nao ser por algumas limitacoes que tenho de ficar alerta e pela cicatriz,me sinto tao bem que as vezes me esqueco,mas isso tudo 'e besteira. Como vc esta? Vc responde as nossas duvidas e aos nossos depoimentos e nao diz como esta.Continuo entrando no seu blog e tentando ajudar algumas pessoas quando possivel,como vc me ajudou e muito. Obrigado m.Jo por esse blog e por vc ser essa pessoa que 'e. Que Jesus continue te abencoando e te iluminando,um abraco!

    ResponderExcluir
  14. Tenho que fazer uma cirurgia total do quadril
    segundo o médico a protese tem que ser de metal
    só estou aguardando o convenio agendar a data
    gostaria de saber qual o tempo de recuperação para esse tipo de cirurgia...

    ResponderExcluir
  15. Nossa! Ando muito descuidada com o blog! São muitos comentários sem resposta. Vamos lá:

    Oi, Eliane,
    Realmente, essa cerâmica utilizada nas próteses de quadril tem muito pouco a ver com a porcelana das obturações dentárias ou das xícaras de café. Mas o importante é comunicar a idéia, certo?
    Volte sempre!


    Cristiano,
    Sentir dores NÃO é nada normal, pelo contrário. É sinal de que alguma coisa está errada. É bom investigar.

    Oi, Marta.
    É bom ter notícias suas, principalmente quando são notícias tão boas. Parabéns pela recuperação.
    Eu estou muito bem, e esta semana minha cirurgia completa 1 ano.
    Esses dias estou sem muita paciência para escrever, mas logo vou dar notícias do que ando fazendo.
    Um abraço e não desapareça, tá?


    Oi, Anônimo
    O tempo de recuperação varia de pessoa para pessoa, depende de muita coisa. Cada caso é um caso.
    Mas dê uma lida nos depoimentos, tem muita coisa útil e esclarecedora aqui. Você vai ter uma idéia muito boa do que pode esperar dessa cirurgia.
    Boa sorte, e bem vindo ao blog.

    ResponderExcluir
  16. Olá tenho que fazer uma artroplastia total
    do quadril esquerdo só aguardando agendamento
    do convenio médico!!! eu tenho as carterinhas
    do bom emtu e da sp tans para não pagar passagens!!! gostaria de saber se depois da cirurgia vou continuar tendo direito a esse beneficio???

    ResponderExcluir
  17. oilá cristiano também fiz artoplastia em 2008 de alguns meses pra cá venho sentindo dores as vezes tão forte q chega ser quase insuportavem ,como minha protese é cimentada nos raio x q venho fazendo está mostrando q a base de cimento se desprendeu da cavidade do osso,o meu medico ja me faou q vai ter q fazer nova artoplastia ,para subistituir a protese por uma não cimentada pois a qualidade do meu osso não acentou o cimento,vou esperar entrar 2011 para refazer ,então dores não é normal msm,voçe deve ver qual é o seu caso boa sorte.

    ResponderExcluir
  18. meu nome é Márcia. Fiz artroplastia total de joelho, fazem 2 meses hoje exatamente. Já ando sem auxilio de bengala e já estou dirigindo. Mas o fat de estar com o joelho ainda duro me limita muito, não consigo ter uma vida normal, o que me traz muita angustia e uma estima bm baixa. Por mais que eu queira que ande rápido, não consigo, e estou mais lenta em tudo.Faço fisio desde o 5 dia assim que votei pra casa. Amanhã, vou começar com hidroterapia. Estou muito ansiosa pela minha recuperação ,para sentir-me mais livre.

    ResponderExcluir
  19. Olá, Márcia.
    A hidroterapia costuma ser muito eficiente.
    Espero que vc melhore logo.
    Um abraço e bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  20. ola parabéns pelo seu blog M.JO que é uma forma de ajudar as pessoas que tem que passar por essa cirugia.
    Sou a Sandra de Nova Andradina M.S.Sou portadora de artrite reumatóide juvenil desde 1995, agora tenho 29anos de idade.No passar o tempo em 2002 comecei a sentir dor no meu quadril direito depois de sair da natação e continuei levando por uns anos e nada dessa dor parar e tinha medo de fazer a cirurgia.Agora em 20 de novembro de 2010 decidi enfrentar a cirurgia de artroplastia total do quadril porque ja eu ja estava com muita dificuldade para caminhar, ja esta com dez dias que fiz a cirurgia e coloquei uma protese de cerâmica e estou me recuperando bem sem dor.Graças a Deus!Um abraços!

    ResponderExcluir
  21. Olá, M.Jo. Parabéns pelo blog. Fiz artroplastia total de quadril há um ano e meio e minha recuperação foi ótima. Porém, como estou muito acima do meu peso, estou em processo de emagrecimento e, embora meu médico não aconselhe, comecei a fazer caminhada. Gostaria de saber sua opinião a esse respeito. Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Oi, Sandra.
    É mesmo uma maravilha não sentir mais dor, não é mesmo? Como é bom redescobrir pequenos prazeres como mudar de posição na cama e aconchegar o travesseiro sem precisar "tomar coragem" antes.
    [Não é todo mundo que entende isso que estou falando.]
    Parabéns pela vida nova, e boa recuperação para você.
    Bem vinda ao blog.


    Olá, Betânia
    Acho que manter o peso adequado é fundamental, apesar da dificuldade. Exige uma disciplina à qual não estamos acostumadas. Eu estou acima do peso também. Não sou obesa, mas existem uns 5 quilos sobrando que não me largam!!!!!
    Quanto às suas caminhadas, não sei dizer. Se o seu médico não gosta da idéia, porque você não tenta outra coisa? Piscina, talvez.
    Muito sucessso nesse emagrecimento e bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  23. Bom dia, gostaria de parabenizar a todos que comentam sobre suas vidas e sobre a cirugia de artroplastia ajudam a muito a quem vai fazer a cirurgia, tenho 28 anos e tenho necrose bilateral na cabeça do femur, gostaria de contar umpouco sobre a minha historia, mas devido ao tempo deixarei para outra ocasião, agora que estou me preparando para intervenção cirurgica, tenho bastantes duvidas e receios, umas delas é a questão de voltar a andar normal, sem mancar, outra é o fato de poder levantar-se do chão sem ajuda das mãos, outra é o de poder amarraros sapatos/tênis sem ajuda de terceiros, gostaria de quem ja enfrentou estas qusetões pudesse esclarecer e dizer a verdade sobre isto, para quer eu conseguiga dirimir algumas desconfianças em relação a este procedimento, meus sinceros agradecimentosna todas que prstarem alguma informação.É uma boa recuperaçãoa todos, pois, nada é por acaso, e muito menos em vão nesta nosssa caminhada existencial. Um forte braço a todos, fiquem com DEUS.

    ResponderExcluir
  24. Olá, anônimo.
    Minha cirurgia fez 1 ano no final de novembro, e estou caminhando normalmente, sem mancar. Consigo amarrar os cadarços do tênis, abotoar fivelas e, com boa vontade, cortar as unhas do pé. Também já consigo vestir meias-calças sem dificuldade.
    No capítulo negativo, não consigo levantar do chão sem apoiar as mãos. Pode ser que com o Pilates isso melhore, não sei.
    Espero ter ajudado.
    Um abraço e bem vindo ao blog.

    ResponderExcluir
  25. Olá pessoal minha situaçao e a mesma que vcs passarom so que ja fizeram a cirurgia e eu nao fiz pois moro aqui em sergipe e aqui e muito escasso este tipo de especialista e custa muito caro em torno de 35.000 uma cirurgia nao sei se ai pra vcs foi este valor ou mas
    mas gostaria de ter informacoes de voces sobre:
    *especialistas nesta area
    clinicas
    estado onde foi feita a suas cirurgias
    valor
    peço que alguem mim ajude tenho 29 anos e nao consigo pega algo no chao
    meu email é

    lucinho10@yahoo.com.br
    por favor emtre encontato com migo

    ResponderExcluir
  26. oi m.jo
    paraben pelo blog e me ajudou muito com questoes que não achava respostas, bom fiz essa cirurgia artroplastia a 13 anos atras tive disgasto no femor direito, troquei a protese por uma cimentada a recuperação esta sendo mas dificil operei 2 de agosto ainda estou em recuperaçâo fazendo fisio a ainda ando de bengala, isso está sendo muito dificil para mim pois sou muito dependente, vc imagina né amiga mas agradeço a deus por tdo. eu ainda tenho muita dificuldade de comentar com alguém sobre isso, pq sera? isso me encomoda muito, principalmente nos relacionamento que tenho fico muito ensegura!!!! aguardo resposta...bjs...sil

    ResponderExcluir
  27. Oi M.Jo.! Gostaria de desejar a vc e a todos que participam desse blog um FELIZ NATAL e que o ano de 2011 seja de muitas realizacoes e bencaos a todos. Desejo tambem recuperacao para aqueles que passaram pela artroplastia e forca e coragem para aqueles que ainda vao passar,tudo vai dar certo. Faz 06 meses que fiz a minha e hoje sou outra pessoa,muito feliz.Um beijo M.Jo. e que Jesus continue te abencoando e te iluminando,vc tem ajudado muitas pessoas com o seu blog. Um grande abraco a todos!

    ResponderExcluir
  28. Oi, Lucinho
    O preço da cirurgia é por aí mesmo. Uma prótese de boa qualidade custa muito caro. Vale um carro novo. Ainda bem que os convênios pagam. Reclamam muito, mas pagam.
    Minha cirurgia foi feita em Brasília, mas vc pode procurar especialistas na sua região dando uma clicada no site da Sociedade Brasileira de Quadril

    http://www.sbquadril.org.br/

    Um abraço e bem vindo ao blog.


    Oi, Silvia
    Espero que vc esteja progredindo na sua recuperação e consiga reconquistar sua independência logo.
    Fique à vontade para comentar o que quiser, chorar, reclamar, perguntar. Aqui todo mundo vai te entender, trilhamos a mesma estrada, falamos a mesma linguagem.
    Um abraço e bem vinda ao blog.


    Oi, Marta!
    Que bom saber que vc está se sentindo renovada e feliz!
    Feliz Natal, e não desapareça!
    Bjks

    ResponderExcluir
  29. Boa tarde

    Meu nome é Júnior, tenho 20 anos e sou portador do lúpus. Por causa de um remédio, do tratamento de lúpus tive um desgaste enorme e terei que operar os dois lados. Dia 16 de dezembro operei o lado esquerdo. As orientações que tive foram de não por o pé no chão, na cruzar a perna, não girar ela e não sentar em um angulo de 90 Graus.

    Eu gostaria de saber em quanto tempo, Vocês puderam andar.

    Abraços a todos.

    ResponderExcluir
  30. Boa noite! Meu nome é Simone Alves e desde setembro venho sentindo uma dor bem "chatinha" no quadril, então comecei a pesquisar o assunto e encontrei seu blog.
    Nasci com luxação congênita na bacia (em julho de 1970), em 72 me submeti a primeira cirurgia e esse processo foi até 1977, quando meus pais resolveram encerrar os procedimentos.
    O resultado foi positivo, mesmo tendo ficado com uma diferença de 1,8 cm na perna esquerda. Desde então fui levando a vida, fazendo exercícios e usando compensação no salto e nas palmilhas para aliviar as "mancadas". Só que este ano, como já comentei, as dores suegiram e o ortopedista - após radiografias e ressonância - sugere a colocação de uma prótese. No início do seu texto, você diz das inseguranças e da coragem para se submeter a cirurgia. Vim aqui pedir a ajuda de vocês para tomar tal decisão. Acham que vale a pena? Fico me perguntando se correrei riscos e coisas assim... Espero que possam me orientar. Abraços.

    ResponderExcluir
  31. Oi, Junior
    As orientações que recebi no início foram quase as mesmas. Mas foram mudando com os progressos que obtive na hidroterapia.
    Depois de 10 dias me mandaram andar dentro da piscina. Depois de 30 dias comecei a andar com ajuda de 1 muleta, que logo troquei por uma bengala.
    Boa recuperação para você, e bem vindo ao blog.


    Oi, Simone
    Quem não sentiu medo ou insegurança antes de encarar uma artroplastia que atire a primeira pedra.
    Da primeira vez que pesquisei na internet sobre o assunto, e li sobre próteses cimentadas e não cimentadas, senti o estômago embrulhado e arquivei o assunto por uns oito meses.
    Riscos existem, e não é bom querer tapar o sol com a peneira. Quanto mais capacitado for o seu médico, menor o risco. Mas não existe risco zero. nem perto de zero.
    Se você ler os depoimentos deixados no blog, vai perceber que a maioria dos que passaram por aqui acharam o "depois" melhor do que o "antes". Para eles valeu a pena. Para mim também. Mas a decisão tem que ser sua, e tomada de maneira muito consciente. Sugiro que você faça uma lista de todas as dúvidas e leve para uma conversa longa e franca com o seu médico. Se ele não souber ou não quiser responder, ou se você sentir que ele está te enrolando, escorregando ou evitando certos assuntos, mude de médico.
    Um forte abraço e muita luz nessa encruzilhada.
    Bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  32. Olá,obrigada pela orientação. Estou exatamente neste estágio, leio sobre o assunto e o meu estômago embrulha. A questão é que quando penso que tá tudo bem a dor e as limitações voltam e aí vem tudo à tona. Agora estou sem dor, mas de repente ela volta, independentemente de eu ter feito ou não algum esforço. Já fui em três médicos, mas vou procurar mais um para ter a certeza de que é ou não a hora de me submeter a cirurgia.
    Obrigada pela sua atenção e desejo a todos que participam do blog um 2011 cheio de saúde, paz e AMOR. Grande Abraço. Simone Alves
    P.S Ah, se alguém tiver um médico para me indicar que fique na capital de SP e atenda pelo convênio (O meu é o POrto Seguro), por favor envie o contato. Meu e-mail é simone_alves@superig.com.br

    ResponderExcluir
  33. FELIZ ANO NOVO a todos meu nome é Adriana 35 anos SP, deixei um depoimento la no começo desta pagina fiz a minha cirurgia no dia 11 de setembro 2010 e estava com duvidas porque achava que a minha recuperaçâo muito demorada, mais hoje venho aqui dividir com vc\s a minha alegria, ja estou com a bengala e muito feliz pois ja consigo realizar muitos movimentos nos quais estava tendo muita dificuldade.
    Mais graçs a Deus e a fisioterapia tudo esta se arrumando, em alguns momentos ate dou uns passos sozinha sem apoio dentro de casa.
    E praticamente sem dor nenhuma, estou muito aliviada.Peço desculpa pelos erros é que meu teclado tem alguns sinais trocados entao prefiri nao coloca-los.obrigada pela atençao, um grande abraço...M.Jo obrigada a vc mais uma vez.


    A Simone o meu medico é o Dr.Marcos Tanaka atende em Alphaville muito dedicado e experiente,esclarece nossas duvidas e nos da muita segurança só nao sei te informar sobre o convenio mais ai vai o numero da clinica 41966088 boa sorte.meu email dricamarb@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  34. Marcos Rogerio Belomo04/01/11 12:15

    Ola, estou com Artropatia degeneratica fêmoro-acetabular, com perda da concavidade habitual entre a cabeça e o colo do fêmur no seu aspecto superior.
    A articulação também esta danificada, condropatia femoro-acetabular correspondente ao grau IV artroscópico.
    Ja tentei traramento clínico e não deu resultado, o proximo passo é avaliar uma cirurgia para colocação de protese.
    Gosto de praticar esportes como tenis e futebol.
    Tenho 40 anos, alguem tem uma protese especifica para quem pretende continuar praticando estas atividades?
    Quanto pode custar esta protese?
    Gostaria de Dicas, Obrigado
    Marcos - Rio Claro
    19 8118 1051

    ResponderExcluir
  35. FELIZ ANO NOVO A TODOS, QUE ESTE ANO POSSA SER O ANO DA RECUPERAÇÃO PARA TODOS QUE FIZERAM A ARTOPLASTIA, E PARA AQUELES QUE AINDA VÃO FAZER COMO EU, FORÇA E CORAGEM PARA ENCARAR-LA. PARABENIZO A TODOS QUE POSTAM COMENTARIOS AQUI NO BLOG, COM CERTEZA NOSSAS DUVIDAS SÃO AS MESMAS E PODEMO-NOS AJUDAR-NOS MUTUAMENTE COMPARTILHANDO NOSSAS EXPERIENCIAS!!! GOSTARIA DE CONVERSAR COM MAIS PESSOAS COM ESTE PROBLEMA, AFINAL NESTA CAMINHADA SOMOS TODOS IRMÃOS, MEU E-MAIL PARA CONTATO: jubadibada@hotmail.com, um FORTE ABRAÇAO A TODOS

    ResponderExcluir
  36. Oi, Adriana
    Obrigada pelo depoimento, e muito sucesso na sua recuperação.


    Caramba! Fico cada vez mais surpreendida com a pouca idade das pessoas que passam por esse problema e se manifestam aqui. Quem pensa que artroplastia é coisa de velho, está redondamente enganado. Pena que o SUS e muitos médicos (ou pseudo-médicos) ainda não tenham noção do que se trata.


    Oi, Marcos
    Tenho a impressão de que artrose de grau 4 não tem mais tratamento clínico que resolva. A minha também era de grau 4, mas cada pessoa tem o seu tempo, não é mesmo?
    Acho que não existem próteses específicas para quem quer jogar tênis ou futebol. Existem próteses boas (resistentes e duráveis) e próteses ruins. As boas custam caro, mas mesmo assim precisam ser bem cuidadas. Como tudo na vida, não é? A longevidade de qualquer equipamento depende de trato e manutençao.
    Sem querer te desanimar, mas tênis e futebol podem não ser os melhores esportes para quem está interessado em próteses duráveis. Pelo menos até agora, mês 1 do ano 11 do século 21. Amanhã tudo pode mudar. Quem sabe?
    Um abraço e bem vindo ao blog.


    Oi, Jubadibada
    Feliz ano novo para você também. Força e coragem. E volte sempre.

    ResponderExcluir
  37. Marcos Rogerio Belomo05/01/11 09:43

    Obrigado pelo Retorno,
    Vou ficar atento ao detalhe da manutenção e as que sejam resistentes e duráveis.´
    Hoje estou com uma revista de esportes em mãos (Tenis, o Nadal esta na capa), e uma das materias fala de algumas pessoas que estão jogando e estão com protese no quadril.
    Me animou muito, mas o que você disse tem razão, as boas custão caro e a grande preocupação é a durabilidade e uma manuntenção futura.
    Obrigado mesmo pela conversa, na verdade mesmo, estou desesperado em saber que terei que por uma protese.rssss
    Abraços
    Marcos

    ResponderExcluir
  38. oi Eliane entra no meu msn gostaria muito de conversar com vc pois minha experiencia é parecida com a sua troca de protese na mesma época colocada e fiz a segunda cirurgia em agosto e estou em recuperação...meu msn é silgatty208@hotmail.com...um abraço

    ResponderExcluir
  39. ESTOU NO MESMO DILEMA DA CIRURGIA,,VOU TER QUE FAZER E ESTOU ASSUSTADA, JÁ COLOQUEI UMA PRÓTESE NO JOELHO DIREITO E DEU TUDO CERTO AGORA PRECISO FAZER O DO QUADRI, GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE A RECUPERAÇÃO, SERÁ QUE CADA CASO É UMA CASO?
    BEIJOS E BOM 2011 A TODOS, COM MUITA SAÚDE.

    ResponderExcluir
  40. Olá, Ceres.
    Existem muitos depoimentos aqui no blog que podem te dar uma idéia de como é a fase de recuperação da artroplastia de quadril. Cada caso é um caso, mas nem tanto.
    Um abraço e bem vinda.

    ResponderExcluir
  41. Edécio S_G10/01/11 10:47

    Olá passei por uma artroplastia total do quadril esquerdo no dia 05/01/11!!! estou andando de andador parece que não sinto a minha perna gostaria de saber se isso e normal
    a minha protese e de titaneo não cimentada essa protese e de boa qualidade??

    ResponderExcluir
  42. OLA EDECIO FIQUE TRANQUILO E TENHA PACIENCIA POIS A RECUPERAÇAO E LENTA , FIZ A CIRURGIA DIA 04/09/2010 HOJE JA ESTOU TRABALHANDO , DIRIGINDO MEU CARRO, VOU PARA TODOS OS LUGARES JA ESTOU SUBINDO ESCADA VIDA NORMAL MAS SEI QUE A RECUPERAÇAO TOTAL AINDA FALTA UNS 3 MESES. O SEGREDO DE UMA OTIMA RECUPERAÇAO E A PACIENCIA E REF A PROTESE E A MESMA QUE A MINHA E SEI QUE TENHO MINHAS LIMITAÇOES E O QUE VAI PROPORCIONAR A DURABILIDADE E SUCESSO DA PROTESE DEPENDE INDIVIDUALMENTE DE CADA UM E DE DEUS NA NOSSA VIDA PARA NOS ABENÇOE. BOA SORTE E TENHA PACIENCIA. PLINIO

    ResponderExcluir
  43. Valeu Plinio brigadão pela resposta realmente
    tem que ter muita paciencia mesmo!! hoje ja sinto bem melhor na proxima semana ja inicio minha fisioterapia!! brigado fique com Deus..

    ResponderExcluir
  44. GOSTARIA DE SABER SE ALGUEM COLOCOU OU SABE QUEM COLOCOU, AQUELE MODELO DE PROTESE DE RECAPEMANTO "RESSURFACNG" QUE SUBSTITUI SOMENTA A CABEÇA DO FÊMUR, SEGUNDO ALGUNS ESPECIALISTAS, ELA É CONFECIONADA PARA PACIENTES JOVENS, QUE PRETENDDEM TER UMA VIDA BASTANTE ATIVA, ALÉM QDE PRESERVAR O ESTOQUE OSSÉO DO FÊMUR PARA UMA POSSÍVEL TROCA/SUBSTITUIÇÃO DA PRÓTESE, POR FAVROR SE SOUBEREM DE ALGUEM QUE FEZ ESTE TIPPO DE PEOCEDIMENTO, DEIXE AQUI ALGUMAS PALAVRAS SOBRE OU MANDE UM EMAIL PARA O ENDEREÇO jubadibada@hotmail.com, POIS SOU PACIENTE JHOVEM COM ATROSE NO QUADRIL, MAS MOROR EM ALAGOAS, E AQUI NENHUM MEDICO ADOTA ESTE NOVO PROCEDIMENTO, E ACREDITO QUE, PARA MEU CASO EM ESPECÍFICO SERIA IDEAL. MEUS SINCEROS AGRADECIMENTOS. DIEGO ERIK, DE MACEIÍ-AL.

    ResponderExcluir
  45. Oi, Diego Erik
    Nunca ouvi falar de ressurfacing, mas vou procurar me informar.
    Se eu descobrir alguma coisa volto prá te contar.
    Um abraço e seja bem vindo.



    Oi, Edécio
    Paciência, canja de galinha e fisioterapia. Santos remédios!
    Boa recuperação e bem vindo ao blog.


    Obrigada pela resposta, Plinio. Valeu.

    ResponderExcluir
  46. Valeu m.Jo. semana que vem acredito que ja
    começo minha fisio!! obrigado pela blog!!
    é de grande serventia..

    ResponderExcluir
  47. Marcos Rogerio Belomo15/01/11 11:03

    Ola, sou o Marcos Rogerio Belomo que deixou comentários um pouco assima. Tambem tenho artrose no lado direito do Quadril, nivel IV.
    Estou estudando o "RESSURFACNG", por que realmente esta sendo indicada a pessoas jovens e que desejam manter suas atividades fisicas.
    Conversei com um médico em campinas de 45 anos e colocou este recapeamento, foi otimo,,,,comentou que voltou a jogar tenis e joga com pessoas 15 anos mais novas que ele.
    Mas os detalhes sao importante,,,tenho 41 anos e gostaria de colocar este modelo,,,,mas para mim nao é indicado por que quase nao tenho mais cartilagem, uma pena.
    Tenho medicos para indicar se te interessar aqui na regiao de Piracicaba ou ate mesmo em Ribeirao Preto ou Sao Paulo.
    Fique a vontade se quiser mais informações
    marcosbelomo@uol.com.br

    ResponderExcluir
  48. Achei um site sobre o "resurfacing":
    http://www.birminghamhipresurfacing.com/

    Está em inglês, mas quem quiser pode recorrer ao tradutor do google:
    http://translate.google.com.br/#

    Pelo que entendi, a técnica tem indicações muito específicas. De qualquer forma, informação nunca é demais. Obrigada ao Diego e ao Marcos por terem levantado esse assunto.

    ResponderExcluir
  49. Oi, meu nome é Valéria, tenho 43 anos, e fiquei mais animada depois que entrei neste blog, vou fazer artroplastia total do joelho esquerdo, sofri acidente há 20 anos atrás e tenho artrose em 4 grau, achei que depois da cirurgia, poderia ter uma vida normal, sem limitações como já tenho há 20 anos e o médico me informou que não é bem assim, chorei muito... mas agora estou colocando nas mãos de Deus, para que aconteça o melhor, Bjos à todos e vou continuando escrevendo e relatando tudo o que irá me acontecer... Fiquem com Deus!!!

    ResponderExcluir
  50. olete maia23/01/11 07:20

    CERAMICA ou METAL ??????
    CIMENTADA ou PARAFUSADA ?????????????

    ResponderExcluir
  51. Oi, Valéria
    Prótese de joelho deve ter suas particularidades, mas vamos torcer para o seu restabelecimento. Volte para nos contar.
    Um abraço e seja bem vinda.


    Oi, Olete.
    Assustou-se? Mas é isso mesmo.
    Com o tempo a gente se acostuma à idéia. ;)
    Bjks

    ResponderExcluir
  52. Boa Tarde

    Meu nome é Júnior, fiz a cirurgia do quadril no dia 16 de janeiro e tenho algumas duvidas.

    Por acaso vc sabe quais são os sintomas de quem deslocou a protese?

    Tambem gostaria de saber se após uma seção de fisioterapia é normal os musculos incharem.

    Muito Obrigado.

    ResponderExcluir
  53. Olá, Júnior.
    Segundo o depoimento de algumas pessoas aqui no blog, o principal sintoma de que alguma coisa está errada é a dor. Prótese deslocada dói e não é difícil de descobrir. Uma radiografia mostra logo.

    Já sobre esse negócio de músculos inchados, não sei. Os meus nunca incharam. O que incha é a perna (ou o tornozelo), normalmente por causa de má circulação, problema que a fisioterapia ajuda a resolver.
    Boa recuperação prá você, e bem vindo ao blog.

    ResponderExcluir
  54. Ola a todos , tenho acompanhado os depoimentos das pessoas aq a algum tempo , hj resolvi relatar o q esta acontecendo com o meu pós operatorio de artoplastia total de quadril !
    Hoje fazem 35 dias que me submeti a cirugia , foi tudo perfeito , nada de dor , sai do hospital quase "andando" , 15 dias apos a cirurgia eu já estava dirigindo ! Acontece que , quando eu ando sem muletas sinto um desconforto mto grande , tipo , manco mto !
    reclamei pro meu medico e ele me pediu uma escanometria .RESULTADO: a perna operada ficou 3 centimetros MAIOR que a não operada ! Meu medico , com mto senso de humor disse que eu era um cara de sorte , pois meu caso é bilateral e que ele vai corrigir na proxima cirurgia !! Prontamente respondi que a sorte é de AMBOS !!!! Fica aqui o alerta , fale com seu medico antes da cirurgia sobre isso , no meu caso há como resolver ,mas quem vai fazer a cirurgia de uma perna só e o medico ERRAR ,vai ficar " ponto e virgula " {rsrsr } por mtos anos !! Abraços á todos .

    ResponderExcluir
  55. Olá, Maurício
    Ponto e vírgula é ótimo! rsrsrs
    Você teve sorte mesmo, mas vai ter que refazer a bainha das calças.

    Para minimizar esse problema, um médico que consultei em SP usava um tal de "navegador", uma espécie de computador ligado nas duas pernas para ajudar o cirurgião a posicionar a prótese. Disse ele que é um equipamento muito usado nos Estados Unidos.
    Mas não é uma unanimidade. O médico que me operou não gosta, acredito que por causa dos sensores que são colocados na perna boa e provocam cicatrizes adicionais.

    Um abraço e boa recuperação para você.

    ResponderExcluir
  56. bom dia,meu nome e gabrielle...e em 2009 meu noivo sofreu uma acidente de carro e fraturou o acetabulo...foi encaminha para um hospital da rede publica de saude...so que esse hospital nao tinha infra estrutura para acolherlo...mas teve que permanecer no mesmo por 4 dias sem ter feito nada ...nem mesmo ter colocado sua perna no lugar deixando assim a cartilagem secar toda...4 dias apos ele foi tranferido para um outro hopsital tambem da rede publica mas com infra estrutura melhores...colocando assim a perna dele no lugar...todos os medicos e enfermeiros sabia do risco de nao colocar essa perna no lugar...pois eles mesmo nos informavam...mas nada foi feito...aproximadamente 7 dias apos o acidente conseguimos uma vaga para ele em um hospital tambem da rede publica SAO BENTO impossivel dizer que é um bom hospital...meu noivo ficou no mesmo quarto com pessoas com infecçao sendo que ele apenas estava aguardando a cirurgia que so veio acontecer dias depois...a situaçao do hospital era tao critica que ate mesmo o porteiro tinha que lavar os banheiros...quando renato estava na mesa de cirurgia tiveram que cancelar pois nao tinha a disposiçao dos medicos os materias necessarios como a toalha que forra a maca ou materiais para esterilizaçao...depois de tanto sofrer renato fez a cirurgia...depois de tanto sofrer tanto queixar..e tanto medo...mas hoje...por causa desse primeiros dias de sofrimento no pronto atendimento hoje meu noivo paga consequencia esta com uma atrose multipla...precisando de colocar uma protese total no quadril esquerdo...com infeçcao...e mmmuitas dores...e sem data de fazer essa protese pois o hospital que ele fez a cirurgia SAO BENTO foi fechado pela vigilancia sanitaria...e o outro hospital em que renato estav na fila...NAO TEM PROTESES...nao tem nem data...nao aguento mais essa angustia...
    OBS:meu noivo tem 24 anos...e muito novo para perde tempo...e perder a alegria de viver!
    qual o melhor conselho que teria para me dar...posso colocar o sus na justica?!?para pelo menos ter esperanca que realmete esse ano eu posso voltar nossas vidas ao normal!! por fazer me aconselha!!!
    muito grata desde ja meu email gabrielleferreira@ymail.com

    ResponderExcluir
  57. Oi, Gabriele
    É revoltante, não é?
    Por essas e outras é que fiz questão de contar aqui no blog a história do Odair:

    http://seguindoadiante.blogspot.com/2011/01/quem-sabe-faz-hora-nao-espera-acontecer.html

    Ele foi à luta e achou um jeito de conseguir na justiça acesso ao tratamento médico de que precisava. Não sei se processou o SUS, a União, a Prefeitura de Uberaba ou o que. Mas resolveu.
    Faço votos de que o Renato também ache um caminho. Você tem razão. Ele é mesmo muito jovem para perder tempo e a alegria de viver.
    Um abraço e bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  58. =Gabrrielle ola...muito obrigado pela força...
    bom hoje mesmo tive que lerver renato ao hospital pois ele nao aguenta mais de dores...o medico me deu explicaçoes que realmete o renato precisa de uma cirurgia com certa prioridade mas que nao tem nem previsao de quando sera pois o hospital esta sem licitacao de proteses...mas aii que esta...onde o renato tem culpa...isso realmente nao é um problema dele!mas paga por todas as consequencia de um brasil esquecido pela saude!
    hoje tbm estive conversando com um advogado amigo...que para mim é um anjo ira entrar com esse processo!pois apartir de hoje contarei a historia do renato para voce!acho que realmete vai servir para muita gente que como eu sofre por alguem que amamos muito e que se pederia faria muitoo mais doque estou fazendo!

    ResponderExcluir
  59. É isso aí, Gabrielle e Renato.
    Eu e muita gente estaremos aqui de olho, torcendo por vocês.
    Coragem, força e fé.

    ResponderExcluir
  60. flavia amei esse blog vou opera dia 17 de março depois de mta luta pra consegui passei por varias humilaçoes por medicos da rede publica cheguei a sair de consutorios chorando pois eles diziam palavras humilhantes tipo os alejados acham q td vai se resolver cm essa cirugia era terrivel ouvi aquilo mas começei a pagar um plano de saude e la o medico mim falou bobagem flavia farço essa cirugia tds os dias e sempre sai td bem pq com vc seria diferente hj sei q vou consegui converso sempre cm ele e ele fala vai da td certo eu tenho uma protese gasta q ja tem 20 anos preciso troca ja faz tempo tou ancisa e procuro ler td sobre o assunto pois antes os medicos da rede publica falam de dores terriveis de usa muletas pra sempre tenho um certo pavor mas meu medico fala q nao e bem assim q as dores sao de uma cirugia qualquer q vai dar td certo fico mt feliz quando leio sobre pessaos q passaram por esse cirugia e estao bem

    ResponderExcluir
  61. Flavia,
    Tem muita ANTA por aí com diploma de medicina.
    Muitas pessoas fizeram a substituição de prótese numa boa, algumas vieram contar aqui no blog.
    Dores terríveis, muletas para sempre e coisas assim precisam ser exorcisadas para um universo paralelo que abrigará os incompetentes, os preguiçosos, os ignorantes e os relapsos até o final dos tempos.
    Xô.
    Não somos trouxas iludidos nem mal informados. E sabemos muito bem qual é a diferença entre um médico e um babaca idiota vestido de branco e metido a besta.
    Força e fé, garota.
    Todo o sucesso prá você.

    ResponderExcluir
  62. Eliane, Campo Grande MS
    Falando em "ANTA" no começo de 2010 tinha que fazer uma substituição de protese de quadril e tive a oportunidade de passar por uma idiota desse que se diz especialista em quadril que se acomoda e não participa de congresso e nem sabe oke tem de novo ai no mercado.
    Por orientação do meu médico que me operou e se aposentou fui neste médico, sai do consutório arrasada e quase bati meu carro, ele dizia que meu caso era muito sério e que não tinha interrese a não ser se fosse particular.
    Foi quando o pessoal da administração do meu convenio me indicou um ótimo médico, conversando com ele fiquei mais calma ele me disse que a medicina esta avansada e que já tinha feito mais de 100 cirurgias igual a minha.
    Operei em agosto de 2010 e hoje estou andando normal e dirigindo sem dores .
    Estou fazendo fisioterapia e hidroterapia e tem me ajudado bastante.
    Estou feliz e agradeço a Deus por mais esta estapa vencida agora é só vitÓrias em minha vida.
    NÃO DESANIMEM E NEM DE OUVIDOS AS PESSOAS QUE TE POEM PRA BAIXO. CONFIE EM DEUS PQ NELE TUDO PODE

    ResponderExcluir
  63. Oi, Eliane.
    Obrigada pelo depoimento. Muito oportuno.
    Eu também já saí chorando do consultório de uma anta pretensiosa e desatualizada, sei como bate a deprê.
    Mas tudo bem. Aprender a separar o joio do trigo faz parte do processo, e localizar um médico bom dá trabalho.
    O importante é não desistir.
    (Não se iludir também.)
    Um abraço e bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  64. Olá a todos!
    Gostaria de saber se alguém submeteu-se à cirurgia de recapeamento de quadril?
    Roberto.

    ResponderExcluir
  65. Oi, Betão.
    O Diego Erik e o Marcio Rogério Belomo levantaram esse assunto aqui no blog outro dia:
    "Hip-Resurfacing".
    Como eu não sabia do que se tratava, fui perguntar ao meu médico que me respondeu mais ou menos o seguinte:
    1 - O sujeito que inventou a hip-resurfacing mora nos Estados Unidos/Califórnia e considera que a técnica ainda está em caráter experimental. Ele não opera ninguém que resida fora da Califórnia e não possa ser acompanhado de muito perto.
    2 - É uma técnica controvertida e ainda sem história para contar. Os resultados apresentados não têm sido melhores do que os resultados da artroplastia.
    3 - Existem poucos médicos trabalhando com isso no Brasil. Uns dois ou três. Muitos outros se interessaram inicialmente e desistiram depois de conhecer melhor o assunto.
    4 - As situações em que a resurfacing poderia ser indicada são bastante restritas.
    5 - É contra indicada para mulheres em idade fértil. Existe possibilidade de efeitos teratogênicos adversos (má-formação de fetos em desenvolvimento).
    Ele me disse ainda outras coisas, mas não me lembro mais. Não anotei. Sinto muito.
    Mas me desculpe se liguei o ventilador na sua farofa.
    Um abraço e bem vindo ao blog.

    ResponderExcluir
  66. OLÁ M JO
    COMO VAI?
    ENCONTREI UM LINK QUE EXPLICA MUITO SOBRE ESSE PROBLEMA DE PROTESE DO QUADRIL, AOS QUE AINDA TEM DUVIDA SOBRE O ASSUNTO ACESSE O LINK, É BEM EXPLICATIVO.

    http://www.fundacaodohu.org.br/?page_id=250

    QTO AO MEU CASO,CONSULTEI OUTRO MEDICO E DECIDI PELA ARTROPLASTIA, NADA DE "ARTRODESE", MAS VOU ESPERAR O MAXIMO QUE EU AGUENTAR POIS AS DORES AINDA SAO SUPORTAVEIS...

    ABRAÇOS A TODOS
    RODRIGO, UBERLANDIA-MG
    rodrigosr@netsite.com.br

    ResponderExcluir
  67. Oi, Rodrigo.
    Achei a página que você indicou muito boa mesmo.
    Obrigada.
    E vejo que sua história está evoluindo bem. Parabéns. Você já mudou de fase.
    Um abraço

    [Copiei seu comentário no post onde conto a sua história.]

    ResponderExcluir
  68. Olá m.Jo,
    O meu nome é Lopes, sou de Salvador - Bahia, o meu diagnostico foi uma Necrose Avascular na Cabeça do Femur, tenho 30 anos e a 7 meses fiz uma artroplastia total no quadril esquerdo, minha recuperação foi tranquila, ja voltei a trabalha e tudo mais..., só q ainda sinto algumas dores de pequena intensidade ao andar na regiao do gluteo e coxa proximo a cicatriz, fiz uma RX a duas semanas atras e o medico disse que a protese esta perfeita. Gostaria de saber se você ou os parceiros de protese tb sentiram esse desconforto. Saudações a todos.
    Ps.: Parabens pelo espaço criado e pode ter certeza que ira confortar muitas pessoas.

    ResponderExcluir
  69. Oi, Lopes
    Às vezes, ao andar, também tenho uma sensação diferente no lugar da prótese. Não é bem uma dor, mas dá um certo desconforto. E não ocorre sempre.
    Mas fiquei com a impressão de que minha perna direita é mais pesada do que a esquerda. Já me disseram que isso era coisa da minha cabeça, só impressão mesmo, ou talvez alguma fraqueza muscular. Não sei. O futuro dirá. E minha prótese também está 100%.
    Um abraço e bem vindo ao blog.

    ResponderExcluir
  70. Preciso submeter-me á colocação de prótese no quadril esquerdo.Estou muito preocupada, porque moro sózinha e, gostaria de saber quanto tempo tenho que ficar sem levantar-me da cama, quais acessórios terei que alugar, etc, etc. Já me falaram que se fica um mes sem sair da cama. Gostaria de alguma informação sobre esses assuntos.
    O site é ótimo mesmo, parabéns!
    Jeane
    Estou só aguardando meu plano de saúde avisar que a prótese já foi comprada para meu médico marcar a cirurgia

    ResponderExcluir
  71. Olá, boa tarde querida M.Jo e demais leitores do blog

    Vou deixar aqui parte do meu relato. Fiz cirurgia recente do quadril - total esquerdo. Ocorreu no dia 20/01, fiquei 24h na UTI e após fui liberada p o quarto. Ainda na Uti comecei a fisioterapia, sem dor.
    No dia 22 já estava sentando na cadeira de banho, dei meus primeiros passinhos com muletas (tudo com ajuda de fisioterapeuta) e dia 24 recebi alta.
    Estou na casa da minha mãe, com banheiro seguro, adaptado com barras e cadeira p uso do vaso sanitário. Faço fisio todos os dias.
    Só senti mal estar por conta dos remédios, ficava muito enjoada. Tomei antibiótico no hospital e em casa poucos dias. Tomo ainda anti inflamatório se sinto algum desconforto, pois tenho artrose tb na perna direita.
    Meu relato é positivo. Durante muitos anos resisti, mas em 3 meses, após conversa com meu médico (indicado no pilates q estava fazendo), resolvi tudo, o processo foi rápido.
    Cuidei antes p conseguir um estado físico razoável com personal em academia. Fiz acompanhamento psicológico (me acompanhou inclusive durante cirurgia), fiz tratamento espiritual, fiz pedidos para todas as pessoas de todos os credos (para principalmente me tirar o medo), fui atendida.
    Estou com uma prima que veio de Recife especialmente para me ajudar (ela é como uma enfermeira, um anjo em minha vida), e conto tb com minha mãe, isso 24 horas por dia. Não fico só em nenhum momento. Sem falar na parentada que vive por aqui tb ajudando.
    Como meu relato é grande e adoro escrever, não vou me estender. Estou preparando um texto maior e detalhado e quando terminar, caso tenham interesse, encaminho para o email de quem solicitar, combinado?
    Meu nome é Simone, tenho 40 anos e moro em Brasília.
    Recebam meu abraço fraterno, Simone.

    Jeane, quanto a sua dúvida, por experiência, penso que vc deveria deslocar alguém para lhe ajudar. O período para se locomover varia de pessoa a pessoa, de médico a médico. Sigo a risca as orientações do meu. Por enqto não posso pisar com carga na perna cirurgiada, não sento em lugares baixos e macios, só uso o banheiro com auxílio da cadeira apropriada, não levanto sozinha da cama, pois ainda não posso dobrar ou fazer movimentos bruscos, ao ser ajudada, preciso que desçam minhas pernas em bloco para que não dobrem.

    Gostaria de frisar que o momento exato e a decisão de fazer ou não, só cabe ao próprio paciente determinar. Passei por muitos médicos e tratamentos, somente agora senti que havia chegado o meu momento. É uma decisão particular e pacificada.

    ResponderExcluir
  72. Olá, eu tenho indicação para esta cirurgia, estou apavorada com a recuperação, é demorada e sofrida, pelo que contam. Estou acima do peso, e isso não é nada bom, mas já estou emagrecendo. Me fale de voce, se teve como amenizar a dor e esticar mais para a cirurgia. Obrigada, Um bj

    ResponderExcluir
  73. Oi, Jeane.
    Vejo que vc está muito preocupada com aspectos práticos da vida, não é?
    Vamos lá.
    Durante o primeiro mês eu não fiquei sozinha hora nenhuma. Minha filha praticamente se mudou para a minha casa, e sempre tinha alguém por perto, dia e noite. Não é que vc não possa se levantar, mas dá muita insegurança e é bem cansativo. Ademais, vc não pode carregar nada na mão, enquanto se move pela casa de um lado para outro.
    Eu aluguei um par de muletas, um andador e comprei um banquinho próprio para tomar banho. Também mandei instalar uma barra de apoio no chuveiro e botei um tapete anti-derrapante.
    Uma coisa prática foi colocar o sabonete dentro de uma meia de nylon e pendurar na torneira do box. Abaixar para pegar o sabonete no chão é meio impossível no começo.
    No mais... muitos travesseiros na cama para apoiar a perna. Se a sua cama for grudada na parede do lado da perna operada pode ficar bem confortável.
    Ah! Comprei um assento mais elevado para o vaso sanitário.
    Foi isso. E muita paciência.
    Boa cirurgia prá você, e bem vinda ao blog.



    Oi, Simone
    É muito, muito bom mesmo receber notícias suas, principalmente boas notícias.
    Nada como acordar sem dor, não é? E fazer de novo movimentos que não se conseguia mais.
    Que bom que vc está em boas companhias. E companhias amorosas, que são as melhores do mundo.
    Pode mandar seus relatos pro blog. Tenho certeza que serão úteis prá muita gente.
    [Se não couberem nos comentários, mande pro meu e-mail que eu abro um post especial.]
    Muito sucesso prá você. E bola prá frente. Estamos de olho.



    Oi, Rubia.
    Ficar apavorado todo mundo fica mesmo. Mas o diabo não é tão feio quanto pintam. Pelo contrário. Se tudo correr bem (geralmente corre), a recuperação nem é tão demorada nem tão sofrida assim. O primeiro mês exige cuidados especiais e muita paciência, mas depois a vida melhora muito. Nada como viver sem dores.
    Eu resisti bastante antes de encarar a artroplastia. Me entupia de analgésicos. Até que chegou a hora, como a Simone falou no comentário acima. Um dia eu acordei e resolvi procurar um bom cirurgião que me operasse. Foi assim.
    Hoje, olhando prá trás, penso que perdi tempo. Poderia ter feito antes, mas eu não estava pronta.
    Você vai saber quando chegar a sua vez. Enquanto isso, pode acreditar que perder peso só vai lhe fazer bem.
    Um abraço e bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  74. Oi m.Jo

    Obrigada pela resposta, pois estava preocupada como pendurar o sabonete e, essa ideia da meia de nylon é fantástica, providenciarei já para ir me acostumando.
    Providenciarei tambem acompanhantes diuturnas.
    Abraços,
    Jeanette

    ResponderExcluir
  75. Olá m Jo!
    Achei um especialista em Curitiba onde resido, este médico já realizou mais de 150 cirurgias de resurfacing, ou seja de recapeamento de quadril.Pelas pesquisas que fiz é cada vez maior o número de médicos que se interessam por esta técnica, que exige maior habilidade do cirurgião, pois é necessária muita precisão.Soube que ela é indicada para pacientes com menos de 60 anos, pois posibilita uma durabilidade compativel, já que os movimentos são mais bruscos!
    Com o recapeamento parece que as possibilidades de praticar esportes são mais amplas, logicamente evitando os de maior impacto.O cirurgiçao de curitiba chama-se Paulo Alencar, que me disse que uma grande vantagem é que não se corta o colo do femur, preservando-se assim mais osso para futuras revisões.O incoveniente é o aumento de ions metálicos na corrente sanguinea, mas isto ocorre com as pessoas que possuem placas de metal pelo corpo, ou que trabalham com metais como mineradores e metalurgicos e até hoje nada foi comprovado quanto ao aparecimento de doenças.Tenho 52 anos e sofro de artrose bilateral no quadril, que já a aproximadamente seis meses vem me limitando os movimentos e me fez abandonar os esportes.Segue o link da clinica: http://www.clinicapauloalencar.com/man_resurfacing.htm
    Um abraço a todos!
    Betão.

    ResponderExcluir
  76. Olá Jeane!
    O link abaixo deve ajudá-la, pois eu também moro sozinho, e estou preparando minha casa para a recuperação da cirurgia que deve ocorrer em abril.Estou programando a contratação de pessoas que me acompanhem pelo menos por um mês, assim preocupo e incomodo menos os parentes e amigos, que virão me visitar todos os dias, e já farão uma fiscalização nas cuidadoras contratadas.

    http://www.iafortopedia.com.br/orientacoes-para-pacientes/quadril/artroplastia-total-do-quadril/orientacoes-pos-operatorias/

    ResponderExcluir
  77. Oi, Betão.
    Obrigada pelos links. Sempre ajuda.
    Sua preparação está sendo bastante cuidadosa, parabéns. Se você optar pelo resurfacing, não se esqueça de voltar para nos contar, promete?
    Um abraço

    ResponderExcluir
  78. Olá Betão!
    Bom dia Betão e amigos!
    Obrigada pelo site, já imprimi. Hoje liguei para o meu plano de saúde e fiquei sabendo que o médico que vai operar-me só tem vaga para fazer a cirurgia dia 26/03 e, perto dessa data eles comprarão e enviaram a protese para o hospital. Vou ter que esperar esse tempo todo! Como meu médico é refêrencia nessas cirurgias aqui em Santos, tomara valha a pena! Estou desesperada para não sentir mais dor e, conseguir voltar a minha vida normal, sem passar a maior parte do temnpo deitada!
    Abços

    ResponderExcluir
  79. Olá m Jo , jeanette e amigos!
    Prometo que informarei sobre a decisão à ser tomada , que mais depende do médico que de mim mesmo!Para minimizar-mos erros devemos caprichar no planejamento, é o que penso!Não podemos esquecer que em casos cirurgicos o que deve ocorrer é a entrega, ou seja devemos confiar plenamente no médico!
    Jeanette, é preciso manter a calma e a ansiedade, já que é necessária a cirurgia.Confie no seu médico, afinal vc sabe que ele é referência, é dificil controlar a ansiedade mas é a unica forma de não se sofrer mais, e o tempo passa muito rápido , não esqueça disto!Você vai ficar boa e sem dor!
    Abraço a todos!
    Betão

    ResponderExcluir
  80. Bom dia,

    Eu estava observando, estou com o lado operado maior que o lado não operado, isso é normal?

    Lembrando que o outro lado tem artrose.

    Abraços, até +

    ResponderExcluir
  81. Olá Junior.
    O normal é as duas pernas terem o mesmo tamanho. Qualquer outra coisa não é normal.
    Mas erros acontecem.
    Aconteceu com o Maurício (depoimento neste post) uma situação parecida.
    Se vc precisar operar a outra perna também, pode ter a chance de resolver o problema.
    O segredo está em achar um bom médico.

    ResponderExcluir
  82. Obrigado por esse espaço em poder compartilhar nossas experiências.

    Sou Marcia, tenho 45 anos, e há 1 ano e meio fiz uma artroplastia de quadril em São Paulo, como as dores nunca passaram e eu nunca consegui andar sem bengala, procurei orientações de outros médicos, até descobrir que, infelizmente o médico que me operou, em vez de colocar enxerto de osso, cimentou minha bacia, portanto, estou com a prótese solta, aliás, nunca tive ela firme...
    Vou fazer outra cirurgia, com outro médico, até o meio desse ano. Espero ficar boa, mas, volto para contar.
    Beijos à todos.

    ResponderExcluir
  83. é mais ou menos assim:

    Até os anos 70 e 80, as PTQ eram indicadas apenas para pessoas mais velhas, pois têm menor atividade física, o desgaste é menor e a maioria dos paciente morre com a sua prótese primária.

    O sucesso das ATQ com o uso de polietileno foi de tal ordem que iniciou-se o uso dessas mesmas próteses em pacientes cada vez mais jovens, o que acarretou um maior número de revisões, que são, sabidamente, cirurgias mais complexas, com maior número de complicações e de menor durabilidade.

    Ainda nos anos 70, alguns cirurgiões iniciaram o uso das próteses de recapeamento: a cabeça do fêmur é deixada inteira e simplesmente recapeada, articulando-se, então, com uma copa de polietileno. O uso de cabeças grandes determinava o uso de copas finas, o que resultava em seu desgaste prematuro e retorno aos problemas dolorosos.

    Criou-se, então, a necessidade de se descobrir uma maneira de tornar as PTQ mais duráveis em pacientes jovens e ativos.

    Nos anos 90, a Europa começou a difundir a próteses de recapeamento, que consiste no uso das duas superfícies metálicas ( cromo – cobalto ) e da conservação da cabeça femoral, pois ela será simplesmente recapeada.

    Pela eliminação da copa de polietileno, usada na prótese de quadril convencional, as superfícies metálicas proporcionam durabilidade muito maior do que as feitas de polietileno.

    Como o procedimento não remove a cabeça femoral – pois ela é simplesmente remodelada e recapeada, caso necessário sua eventual substituição poderá ser feita por uma prótese convencional, como se fosse uma cirurgia primária, sem as complicações e problemas das revisões.

    Por outro lado, existem também algumas desvantagens nesse procedimento, além das normalmente verificadas nas cirurgias para próteses totais convencionais do quadril: infecções, problemas técnicos intra-operatórios, anestésicos, etc. Uma delas é a falta de conhecimento dos resultados a longo prazo, pois, até agora, a experiência dos europeus, em torno de 12 a 15 anos, permite desempenho que é comparável aos resultados das próteses convencionais. Outra desvantagem é a da probabilidade de fratura do colo femoral após a cirurgia. Não é frequente, mas é uma das contra indicações para pessoas mais velhas, acima de 65 anos, que já apresentariam certo grau de enfraquecimento ósseo.

    A cirurgia de recapeamento é indicada, principalmente, para pacientes jovens, ativos e que não tenham deformidades importantes, tanto da cabeça quanto do acetábulo, o que dificultariam o processo cirúrgico. A faixa etária ideal é até os 55 anos, ou até 65 anos em pessoas muito ativas e saudáveis, pois, nesses casos, as próteses convencionais sofreriam desgastes ou solturas, vindo a necessitar de cirurgias de revisões.

    ResponderExcluir
  84. olá jeanette,
    Eu também moro em Santos e preciso de uma prótese de quadrl, porém não estou confiante nos medicos em que passei até hoje. Você falou que seu medico e referência aqui na cidade, prgunto se você poderia me informar o nome e tel para que eu possa me consultar.
    Um grande abraço a todos.

    ResponderExcluir
  85. Olá anonimo!
    Escreva para meu email e darei todas as informaçõea que desejar, ok?
    niljema@hotmail.com

    ResponderExcluir
  86. Prezado/a Rhaluch:

    Você se esqueceu de registrar que as suas informações sobre resurfacing foram copiadas do site de um clínica ortopédica cujo link é

    http://www.iafortopedia.com.br/orientacoes-para-pacientes/quadril/recapeamento-do-quadril-resurfacing/

    Esse registro tem duas importantes razões de ser:

    1 - Respeito à autoria. Ninguém gosta de ver seus textos apropriados por outras pessoas, copiados sem citação da fonte. Eu não gosto, e você?

    2 - As pessoas precisam saber de onde vêm as informações que recebem, para decidirem sobre o grau de credibilidade que vão dar a elas. O Professor Stephen Kanitz chama esse cuidado de "Vigilância epistêmica".
    Quem quiser saber mais sobre isso, pode ler o artigo "Cuidado com o que Ouvem" em
    http://www.kanitz.com/veja/era_da_informacao.asp

    Fora isso, obrigada pela contribuição e bem vindo/a ao blog.

    ResponderExcluir
  87. Olá, boa tarde.
    Hoje completo um mês de cirurgia bem sucedida. Fiz meu primeiro relato neste espaço maravilhoso em 11/02/11.
    Passei por muitos médicos e situações não muito diferentes das demais relatadas, pelo que podemos observar o medo, a insegurança, reflexões de todas as ordens povoam a vida de quem tem algum problema coxo-femural. Mas, a busca pela saúde perfeita que cada um tentou por anos em geral termina com a cirurgia mesmo.
    Resisti, mas, por fim dei o braço a torcer. Já não estava funcionando. Sentia dores em todos os momentos: se sentada ao levantar, sentia. Se deitada ao levantar, sentia.
    Mesmo com dores tentei levar a vida de modo normal, disfarçando as minhas dores, tomando comprimidos (era oq achava pior), Trabalhava, dirigia no trânsito caótico, pois andar de metrô em pé era uma tortura, pegar ônibus sempre muito altos, tb era difícil.
    Não subia lugares altos, não abria, não fechava, não dobrava, não nada... horrível! e com dores. Comecei a evitar passeios, já pensava na possibilidade de ter de andar muito, me cansava, a fadiga me consumia a coluna, as pernas e a mente.
    Achava que a cura vinha de outra maneira, mas veio com a cirurgia mesmo. Aceitei este modelo de cura.
    Aprendi lendo neste blog, troquei informações valiosas com M.Jo e a vida hoje me enche de novas possibilidades.
    Ainda tenho um lado com artrose, mas não tenho pensado nisso, a fisioterapia diária que tenho feito em casa com profissional qualificada tem me ajudado a recuperar o movimento (que em princípio, pós-cirúrgico era zero). Recuperei movimentos que não fazia há muito tempo, nem lembrava que existiam e que poderiam ser executados sem dor. Isso já vale a pena.

    Desejo sorte a todos com ou sem cirurgia. Força.

    Recebam meu abraço fraterno. Simone de Brasília.

    ResponderExcluir
  88. Olá, Simone!
    Parabéns pelo aniversário! O primeiro mês é o mais difícil, e o que estava bom vai ficando cada vez melhor.
    Que a sua recuperação continue de vento em popa, cheia de sucesso. Você merece.
    Um grande abraço e volte sempre para nos contar as novidades, certo?

    ResponderExcluir
  89. Miguel
    Oi , pessoal tudo bem?
    Antes de mais nada , gostaria de esclarecer que essa cirurgia , que muitos perguntaram, chamada RECURFACE, em portugues se chama CIRURGIA DE RECAPEAMENTO DO COLO DO FEMUR. isto é não cortam "cabeça" do femur, só raspam e colocam uma capa metalica, que é encaixada no acetábulo
    Sé que essa cirurgia, é indicada para pessoas mais jovens e com bom estado dos ossos, e mesmo assim EXISTE UM RISCO MUITO GRANDE DE FRATURA, segundo os médicos
    O pioneiro dessa cirurgia , no Brasil, é o conceituado médico MAURO MAYER, de Porto Alegre, depois dele aqui em Saõ Paulo, o Dr. LAFAIETTE LAGE, também faz,
    Quem quiser maiores detalhes, é so colocar , na procura do Google, o nome Mauro Mayer, ou o Nome Lafaiette Lage, que imediatamente aparecem as clinicas deles, com todo o tipo de esclarecimentos sobre a cirurgia
    No site de Dr. Lafaiette lage, que atende por clinica Lage, há até filme onde o mesmo mostra como é a cirurgia. espero ter ajudado, um abraço a todos

    ResponderExcluir
  90. Miguel
    Legal pessoal, sou muito ruim de computador, e com alegria vejo que consegui mandar a mensagem acima, e espero ter ajudado muitas pessoas, agora gostaria de narrar o meu caso
    Tenho 59 anos e artrose de femur dos dois lados, fiz todos os tipos de tratamentos possiveis , para evitar a cirurgia, tais como, vacina antibrucélica, condroitina, glicosamina, anti inflamatorios, operações espirituais, remedios de ervas vindos de outros estados do Brasil, homeopatia, acupuntura, etc. e nada resolveu, até que resolvi apesar do medo, encarar a cirurgia, porém não tinha nada aperder, pois há um ano, que eu praticamente não andava , só ficava sentado e deitado, e com terriveis dores, tanto deitado, quanto para me levantar quando estava sentado, ao ver que a minha vida tinha acabado, resolvi encarar a cirurgia.
    Ia faze-la no meu convenio médico, más muitos amigos me aconselharam , por ser uma cirurgia delicada a fazer com especialistas, como os médicos do Hopital das Clínicas, ou da Santa Casa, ou do Hospital Saõ Paulo, e não com médicos desconhecidos dos convenios.
    Lembrei que meu sobrinho era médico do HC, CONVERSEI COM ELE , E PRONTAMENTE me inscreveu, para a triagem, no Hc., após os exames, e consultas normais, fui operado, da perna esquerda e, 08/11/2010. Numa segunda feira.
    Tive alta na quinta feira, não senti absolutamente, nenhuma dor, minha cirurgia durou 2 horas, fui sedado,e tomei a Raquis, e apesar de ter Rinite, e Apnéia, que dificultam minha respiração, nem precisei ser entubado. Isso mostra a grande capacidade dos médicos do Hospital das Clinas de Saõ Paulo, os caras são craques.
    Fui da sala de cirurgia, imediatamente , para o quarto, e para espanto do meu irmão que me acompanhava, entrei dando risada e conversando com os enfermeiros como se nem tivesse sido operado
    A minha cirurgia foi NÃO CIMENTADA, por isso o pós operatorio é chato, apessoa não pode colocar o pé no chão , por uma semana, depois apenas levemente, somente depois de tres, semanas, quando começa a fisioterapia, é que com o auxílio do andador eles permitem que vose ande com os dois pés apoiados, depois de outra semana, tiram o andador e com o auxulio de uma bengala, voltei a andar, claro com dificuldades, pois a outra perna , tambem tem problema e devo opera-la , agora no inicio do segundo semestre
    Muito cuidado, com esses médicos, que mandam as pessoas andarem logo depois da cirurgia, quando ainda não foi feita a calcificação adequada, para a sustentação da prótese, é melhor ficar 2 ou 3 meses, se preservando do que em pouco tempo ter que voltar paras o Hospital para refazer a cirurgia
    A Única coisa que não gostei, é o medo que eles colocam na gente, dizendo, que não se pode cruzar, as pernas, os pés, no se pode colocar meias, não se pode fazer movimentos rotatorios, com os pés apoiados no chão, etc.
    Quando pereguntei, disseram-me, que isso é prá toda a vida e não apenas nesse periodo de recuperação, más muitas , que já fizeram essa cirurgia, dizem que fazem todos esse movimentos, com moderação,sendo que alguns até voltaram a praticar esporte, aí então está a minha dúvida, quem está com a razão. Obrigado e um abraço a todos.

    ResponderExcluir
  91. Oi, Miguel.
    Acho que você fez muito bem ao procurar um especialista para tratar do seu caso, ainda que fora do plano de saúde. Eu até pensei em fazer isso, mas felizmente não foi necessário. Achei um craque que atendia pelo convênio e tudo deu certo.

    Também obedeci direitinho a lista dos "não pode". No início era enorme, e percebi que o médico era mais restritivo do que os fisioterapeutas. Acho que era para eu não abusar mesmo. Mas hoje já fui liberada para fazer qualquer movimento normal, cruzar pernas, calçar meias, fazer as unhas do pé, etc, sem risco de luxação. Só não posso pular, porque minha prótese é de cerâmica e cerâmica não é inquebrável.

    Mas ainda fico insegura quando faço alguns alongamentos, principalmente dos abdutores da coxa. E também não tive coragem de encarar as acrobacias das aulas de dança de salão. No mais, vida normal. Aos poucos vou me soltando.

    Boa recuperação prá você, obrigada pelas informações e bem vindo ao blog.

    ResponderExcluir
  92. Boa tarde, amigos!

    Faltam 27 dias para minha cirurgia mas,hoje estou sentindo tanta dor, que nem acredito que ela vá passar depois da colocação da prótese. Acho que já tomei todos os remédios anti inflamátórios e analgésicos, mas, é só levantar-me da cama e a dor
    começa. Minha qualidade de vida está péssima! E olhem que eu já tive 2 filhos e expeli 2 pedras do rim com cólicas, que eu achava que não havia dor maior, até surgir esse problema!
    Desculpem meu desabafo mas, é que só quem passou ou está passando, consegue
    avaliar o que eu sinto.
    Obrigada por me aturarem!
    Jeanette

    ResponderExcluir
  93. Oi, Jeanette
    Vamos conjurar as energias positivas do universo para tudo correr bem na sua cirurgia.
    Tenha fé que a vida vai melhorar.
    Um abraço, muito sucesso e seja bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  94. OLA mJO! Obrigado por indicar a fonte, no copiar e colar acabei me enganando e deixando a fonte!
    rhaluch

    ResponderExcluir
  95. Olá meu nome é Laudenor,estou precisando de ajuda para conseguir realizar uma cirurgia de fêmur por motivo de necrose asséptica de cabeça de fêmur precisando de prótese total.trata-se de uma cirurgia cara e pelo Sus tá muito dificil conseguir,sinto muita dor e só consigo andar de muleta,por isso estou afastado do trabalho há dois anos, se alguem puder me ajudar a encontrar um hospital que realize esta cirurgia o mais rápido possivel,ficarei muito grato. um abraço e desde ja muito obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
  96. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  97. Olá, Laudenor
    Não existem soluções "genéricas" para situações específicas. No entanto, sugiro que vc entre no site da associação brasileira de quadril para localizar um especialista que atenda na sua cidade, marque uma consulta e converse com ele. Se não gostar, procure outro, até encontrar um que te agrade e dê segurança.
    Na minha opinião, a primeira providência é achar um BOM médico. Depois vem o resto. O bom médico vai te ajudar a viabilizar a cirurgia, avaliar as alternativas disponíveis, eleger o melhor hospital e respaldar um eventual recurso à justiça, se for necessário.
    Boa sorte e bem vindo ao blog.

    ResponderExcluir
  98. Olá, boa tarde a todos, olá Miguel,
    Também eu, a exemplo de vocês, fiz várias tentativas de tratamentos antes de optar pela cirurgia, nossas histórias parecem as mesmas, do medo às tentativas (fiz fisioterapia 4 anos no sarah, hidroterapias, chás, RPG, ginástica postural 4 anos, acupuntura, quiropraxia 3 anos, um tal de pst ondas laser, remédios, etc). Já havia a indicação cirúrgica, mas sempre fugia, parecia um filme de terror protagonizado pelos próprios profissionais de saúde por onde passei.
    Depois q optei (E OPTEI MESMO) por fazer, tive de enfrentar este meu maior medo, tinha um verdadeiro pavor.
    Entretanto chega um momento que a dor ganha do pavor.
    O enfrentamento também foi com sofrimento, mas não queria voltar atrás. Minha qualidade de vida estava comprometida. Sentia dores a ponto de evitava ir até a paradaria (100 m da minha casa), como disse uma grande amiga: "estava economizando passos." Ainda assim, fazia de tudo p tentar ter a vida normal, trabalho, estudo, etc tudo com dor.
    Tinha artrose nos dois quadris, mas o esquerdo era o pior.
    Há um ano e meio comecei com musculação. Fazia musculação e pilates, que me deram um certo vigor físico, mas ainda com dor. Através destas atividades fui conduzida ao meu médico, onde (foi o primeiro entre tantos que ao olhar para ele já sabia que seria ali), tudo se desenrolou em 3 meses. Acho que cada paciente tem o seu momento "start"
    Meu médico é especialista em quadril, me passou muita segurança e por isso optei (usei meu convênio)
    Como já mencionei, comecei a fisio lá mesmo no hospital e continuo em casa todos os dias.
    Fui liberada ainda no hospital para caminhar (com supservisão)poucos passos e sem carga na perna, com muletas. Banhos e saídas do quarto p exames, só com cadeiras) Agora em casa, ainda se preciso andar distâncias mais longas, tenho de usar a cadeira de rodas, pois não estou liberada e nem me sinto segura para tal. Tb agora depois de um mês e pouco é que fui liberada p colocar carga parcial com as muletas.
    Sigo a risca as instruções do médico, anoto e depois debato com ele as dúvidas e criamos conjuntamente novas possibilidades.
    Ainda não consigo e nem estou liberada para fazer movimentos bruscos. Aos poucos, vou observando que o corpo vai respondendo, estou curtindo muito esta fase, parece que renasci.
    E uma ótima coisa tem me acontecido também. A perna direita (q tb tem indicação) está com movimentos mais alargados, bom né?

    Jeanette, também comungo e sei bem o que vc está sentindo. Cheguei ao meu limite, parece uma dor nervosa e como tal tira o vigor.
    Mas, não desanime, busque se preparar fisicamente. Se for possível faça alguns exercícios na própria cama, mesmo de modo lento, tente alongar que isso ajudará no pós. E creia tudo dará certo, ninguém pode viver com dor. Você merece ser feliz e será.

    Felicidades a todos.
    Abraço. Simone

    ResponderExcluir
  99. Olá, Simone.
    Obrigada pelo depoimento. Seu relato vai ajudar muita gente a superar as inseguranças dessa "aventura" radical que é a artroplastia.
    Estou gostando de ver sua recuperação.
    Quanto a mim, voltei a economizar passos...:(
    pelo menos enquanto estiver usando bota.
    Mas vai passar.

    ResponderExcluir
  100. Ola a todos .

    m.jo porque vc esta "economizando passos" e usando botas ?? Algum problema com a cirurgia ?? Fiquei curioso !!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  101. Oi, Maurício.
    Nenhum problema com a cirurgia, graças a Deus.
    Mas fui tomar banho de mar, levei um trompaço e quebrei um ossinho do tornozelo.
    Nada grave, mas voltei às minhas antigas muletas e incorporei ao patrimônio uma bota ortopédica imobilizadora. Vai ser por pouco tempo. Só prá testar o humor.
    Tem um post recente sobre isso.
    Abraços e obrigada pelo interesse.

    ResponderExcluir
  102. Que otimo m.jo , fiquei preocupado , dos males o menor neh ??....Isso passa logo !! Abraço.

    ResponderExcluir
  103. Querida M.Jo,

    Você é minha "mentora radical", às vezes, antes de fazer algo mais ousado lembro de você e sua viagem ao Himalaia.
    Me inspira e dá forças e acabo fazendo viagens metafóricas ao ponto mais alto de mim mesma.
    Cuidado menina. Por enquanto nada de modelitos novos, nem botas.
    Bj grande.
    Feliz Dia da Mulher para você e todas as demais guerreiras deste blog.

    Simone 08 de março de 2011

    ResponderExcluir
  104. Oi, Simone.
    Obrigada pela confiança, mas todos nós temos um himalaia pessoal a conquistar, não é mesmo?
    As estratégias que usamos podem parecer ousadas, mas às vezes são apenas o resultado de um bom planejamento pé-no-chão.
    O importante é não perder o foco, apesar das pedras no caminho.
    Muito sucesso prá você, e parabéns nesse dia.

    Estou me cuidando. Só dei uma tropeçada.

    Bjks

    ResponderExcluir
  105. Ola meu marido teve artrose com 33ano e teve que colocar protese no qualdril,porem ele teve problemas com protese nacionais pois ele acabou de colocar a terceira protese,graças a Deus descobrimos um medico excelente aqui em santa catarina que colocou uma protese importada e hoje já faz dois anos que ele colocou e não sente nada o medico deu uma medicação na epoca que ele manipulava E TINHA UM ANTIFLAMATORIO junto pois ele tem artrose dos dois quadril e no joelho graças a Deus a medicação tirou a dor que ele tinha no joelho e no outro quadril na epoca colocamos a protese importada atravez do meu plano que paga protese importada,mas eleo medico tbem coloca protese importada pelo sus ele ate da todos os dados e o nome do advogado que entra com o processo e ganha muito rapido,ele so faz cirugia com protese importada mas ninguem sai do consutorio dele sem uma grande chance de colocar pois ele sabe que o sus e obrigado a pagar protese importada.Ele e formado na inglaterra ele é maravilhoso pois nos ja haviamos viajar para Porto Alegre procuramos varios especialista nesta area mas nenhum foi muito atencioso hoje meu marido tem 50 anos e pesca anda de buggy ,faz camhinada anda de bicicleta ,coisa que ele não conseguia fazer.Qualquer duvida entre em contato comico meu email e cucaboneti@gmail.com.Tabem tenho protese na coluna tenho uma doença espondilite anquilosante já fiz 24 cirugia entre columna e ombro .Um Grande Abraço

    ResponderExcluir
  106. Olá, Eliane.
    Caramba, garota. TRÊS próteses? Tomara que esta seja a última,a definitiva.
    Obrigada pelo depoimento. Se vc quiser pode deixar o nome e contato desse médico de Santa Catarina que operou seu marido. Muita gente tem dificuldade de conseguir autorização de convênios e do sus para uma prótese de qualidade, e esse tipo de informação é muito útil.
    Além do mais, pelo histórico da família, vocês já devem estar craques em reconhecer um bom médico.
    Um abraço e seja bem vinda.
    E melhoras para você também.

    ResponderExcluir
  107. Tenho 29 anos, e ha 8 sinto dores do quadril esquerdo, mas que durava 2 dias, e passava, então não fui ao médico. No final do ano passado o bicho pegou. As dores vieram fortes ao ponto de não conseguir colocar o pé no chão. Após várias consultas, com 5 medicos diferentes, e 1 especialista, não tenho mais o que fazer, é cirurgia mesmo.
    Meu médico disse que a protese que o SUS fornece não serve pra mim, pois a durabilidade dela é muito pequena, ele recomendou uma importada, que custa entre 9 e 15mil.
    Gostaria de entrar em contato com quem ja fez ou vai fazer essa cirurgia, e que tenha uma idade próxima da minha.
    Essa semana comecei a sentir dores do lado direito.
    Meu e-mail e msn passerine2006@hotmail.com
    Abraço a todos.

    ResponderExcluir
  108. Olá todos.
    Meu nome é Graça, tenho 58 anos, e tive um acidente a 3 anos e meio, tive que colocar 3 pinos, depois de um ano meus problemas começaram. O medico disse que um dia teria artrose, mas este dia não demorou a chegar, passei pelo 1° medico especialista em quadril, diagnostico, artrose e necrose parcial no quadril, e o dia que eu quisesse eu mesmo iria procurar para cirurgia, me deu um livrinho, li e fiquei hiper nervosa com os contras...
    Procurei 2° opinião Um "papa" da cirurgia de quadril, sai de lá quase correndo, ele me tirou as duvidas, mas queria me operar amanhã..depois de emagrecer com todos os medicos da equipe dele, todos particulares e caros.
    Pedi outras opiniões, alguns são contras, pois dizem que sou nova, não tenho dores terriveis, no verão não senti nada(obs- sou resistente a dor), mas manco muito.
    Faço hidroginastica para ajudar.
    Gente, estou precisando de uma ajuda, estou perdida, pois hoje me deram nome de um novo profissional, mas é particular.
    O convenio cobre a protese? Moro em São Paulo.
    Se alguém souber de um médico bom, me diz?
    Meu medo nem é recuperação é a cirurgia mesmo.
    Se alguém quiser me escrever meu e-mail é
    gracacb@hotmail.com
    Abraços

    Obrigada pela iniciativa do blog, que Deus a proteja e ajude sempre!

    ResponderExcluir
  109. Em tempo

    Alguém já fez uso dos beneficios da isenção de compra de veiculos
    Graça

    ResponderExcluir
  110. A minha mãe foi operada ao joelho colocar protese total em Novembro de 2011, deixou as canadianas cedo, mas ainda não dobra bem o joelho porque lhe doi, ainda continua com muitas dores. Será que a 5 meses da operação ainda é normal ter dores?

    ResponderExcluir
  111. foi operada em Novembro de 2010 digo

    ResponderExcluir
  112. Oi, Eduardo.
    É isso mesmo, a prótese que o SUS costuma fornecer dura pouco. Quem não é amigo do rei ou não possui um bom plano de saúde, precisa muitas vezes recorrer ao judiciário para conseguir uma prótese importada de boa qualidade.
    Espero que vc consiga o contato que está procurando.
    Um abraço e bem vindo ao blog.


    Oi, Graça.
    Não se desespere, mulher! No início da jornada rumo à cirurgia todo mundo fica assim mesmo, perdido.
    A primeira coisa é achar um bom médico, de preferência que atenda pelo seu convênio. Alguns leitores fizeram indicações aqui no blog, e você pode procurar também no site da Sociedade Brasileira de Quadril. Tem que pesquisar.
    Todos os convênios que conheço cobrem a prótese. Alguns tentam empurrar as próteses nacionais, que duram pouco e são mais baratas. Se este for o caso do seu plano de saúde, talvez seja necessário recorrer à justiça para garantir o acesso a material importado de boa qualidade. Muita gente conseguiu dessa maneira, mas conseguiu.
    Quanto à possibilidade de aquisição de veículos com redução de imposto, não sei. Não conheço o assunto.
    Boa sorte, sucesso e seja bem vinda.


    Olá, anônimo/a
    Não sei nada sobre cirurgia de joelho, mas acho que vai depender do caso. Converse com o médico da sua mãe e pergunte tudo o que quiser saber. Se não ficar convencido/a, peça a opinião de outro médico.
    Um abraço e melhoras para ela.

    ResponderExcluir
  113. Olá..

    Tenho 23 anos e faz 1 ano que descobri que possuo uma doença rara chamada doença de still, os sintomas sao severos, mas no meu caso como diagnosticaram muito cedo somente senti dores articulares. No inicio as dores eram no corpo todo, tanto que passei uns 2 meses numa cadeiras de rodas, depois de um ano de tratamento quase tudo esta 100% recuperado, exeto o lado esquerdo do quadril, onde descobri semana passada que ja nao existe cartilagem entre o femur e a bacia, entao vou ter que por uma protese. Apesar de nao estar com medo nenhum da cirurgia, estou muito preocupado com as limitações depois dela. Eu ainda nao decidi com meu medico de tipo de protese irei colocar, se de ceramica ou metal,to muito preocupado pq ainda nao caiu a ficha q apesar de tao novo irei de ter q deixar de fazer muitas coisas q gostava antes.Minha pergunta aki é se alguem sabe me dizer realmente quais sao as limitaçoes reais de quem passa por essa cirurgia..sei que deve ser impossivel mas..eu ainda pretendo correr..jogar bola..nao como antes claro..mas qro saber se isso eh possivel..ou nao..obrigado desde ja =D

    ResponderExcluir
  114. Olá, Thiago.
    Tudo é possível, mas algumas coisas não são recomendáveis.
    Pelo que vc conta, parece ter todas as chances de ficar ótimo, sem nenhuma limitação funcional e sem dor. A questão vai ser a prótese, ou seja, os cuidados que vc vai precisar ter com ela para que não se estrague.
    Sempre me disseram que esportes e atividades que provocam impacto na articulação do quadril não são recomendados. Quais são? Acho que todos os que envolvem pular e correr. Voleibol e basquete, nem pensar.
    Em compensação, nenhum problema com esportes aquáticos, como natação, vela, remo, polo, etc, ou com ciclismo. Isso pode incluir mountain bike, o Tour de France e até mesmo o Caminho de Santiago. Não vão faltar opções.

    É importante ter em mente que ossos estão em constante crescimento, as células velhas são substituídas por novas, a renovação celular não pára. Por outro lado, as próteses não são auto-regeneráveis. AINDA, considerando a bio-tecnologia disponível neste ano de 2011. Se vc tiver cuidado, a sua poderá durar mais de 30 anos.
    Ou não.
    Você decide, é uma escolha de vida.

    Um abraço e bem vindo ao blog.

    ResponderExcluir
  115. obrigado =)

    nessa quinta feira estarei indo pra sao paulo falar com meu medico para tentar decidir qual tipo de protese colocar...tenho lido muito sobre isso, e me animei muito com a protese do tipo resurfacing, que acho que se encaixa perfeitamente em min, pois sou jovem e possuo osso fortes..e vi que ela proporciona uma menor limitaçao de movimentos e impactos..
    Bom..assim que tiver novidades, posto aki..

    abraços a todos

    ResponderExcluir
  116. Boa noite a todos!
    Thiago! Sou o Betão,tenho 52 anos e artrose bilateral de quadril.Isto me afastou totalmente dos esportes desde o último ano!Decidi então procurar alternativas e pesquisei muito.Fui a vários médicos e todos me disseram que a solução é cirurgica.O resurfacing é uma boa opção, mas quem decide é o médico!Eu estou aguardando meu plano de saúde liberar o resurfacing,ainda não sei se isto vai acontecer, mas é a protese que será implantada!
    Tem que achar um médico MUITO BOM!A questão é que a literatura fala em curva de aprendizado, ou seja experiência , diz-se que um cirurgião ortopedista está bom após ter realizado mais de cem cirurgias de resurfacing!Existem sim alguns no Brasil.
    Entre os problemas que podem ocorrer estão a quebra do colo do femur, o aparecimento de pseudo tumores, o aumento dos íons de metal na corrente sanguinea,e o que pode ser ocasionado por isto no futuro.Parece que grande parte destes problemas se encerram quando a cirurgia é realizada por um médico experiente!

    ResponderExcluir
  117. eh..ja li bastante sobre isso..
    quinta estou indo no medico ver isso..espero q ele me indique alguem mto bom..ja q eh mto influente nos principais hospitais de sao paulo..
    só me preocupo um pouco com o preço..haha, vai ficar um pouco salgado mas nao tem jeito neh..pra certas coisas nao há preço..

    ResponderExcluir
  118. Sara Rafael30/03/11 20:26

    Olá a todos,
    Chamo-me Sara, sou Portuguesa e tenho 36 anos, tenho uma prótese não cimentada de cerâmica na anca direita, fiz a minha cirurgia há 7 semanas.
    Há uma semana que ando com uma canadiana, não tenho dores, mas tenho uma sensação de desconforto quando ando, como se a perna fosse mais pesada, sintomas que a M.Jo descreveu num comentário o que me fez perceber que não sou só eu a ter esta sensação.
    Será que todos sentiram ou sentem isto? Com o tempo passará?
    Um abraço a todos...

    ResponderExcluir
  119. Ôba! Achei uma companheira.
    Olá, Sara.
    As pessoas dizem que é só impressão minha, mas não sei não...
    Já se vão 16 meses, a sensação ainda não passou e é acentuada quando ando mais um pouco.
    Vamos ver se encontramos outras adesões.
    Um abraço e bem vinda ao blog.

    ResponderExcluir
  120. Sara Rafael31/03/11 18:47

    Olá M. Jo

    Amanhã começo a fisioterapia numa clínica, vou dando noticias sobre a recuperação, espero que este desconforto vá sendo menor.
    Na próxima consulta vou falar com o médico.

    Um abraço

    Sara

    ResponderExcluir
  121. Olá meu nome é Helio, tenho uma prótese de femur esquerdo, e também uma coleção de artroses pelo corpo, gostaria de saber se alguém sabe algo sobre Cloreto de Magnésio, dizem que serve para dores e diminuição de artróse.

    ResponderExcluir
  122. Olá,

    Passei para dar notícias e um alô para os navegadores deste blog e minha querida M.Jo.
    Estou com quase 2 meses e meio de cirurgia. Recuperando bem. Cicatrização ótima, apenas o local é meio sensível e ainda um pouquinho inchado.
    Como já narrei anteriormente comecei a fazer fisioterapia logo no hosp mesmo. Movimentos leves, lógico.
    Ao longo deste período por orientação médica e com o auxílio da fisio o processo de melhora vai se desenrolando, daí vem a etapa o "desmamar" de muletas.
    É meio complicado no início. Tive uma resistência física e emocional. Uma a uma deve ser deixada (com treino, cuidado e amparo.

    Há poucos dias o médico recomendou reativar a marcha sem muletas (resisti mais ainda, pois não me sentia habilitada e ainda não havia colocado carga total na perna). Ele me fez andar lá mesmo no consultório.
    Senti muita estranheza, parecia que nem era eu. Dá insegurança, a perna parece mesmo ficar pesada, dá a impressão de que está indo pro lado. A fisio vai reorganizado.

    As etapas não ocorrem no mesmo dia. O médico avalia a força e libera uma. Dias depois o médico reavalia e entra com a liberação da outra. Este processo vai se harmonizando. Muitas vezes uso uma qdo levanto pela manhã, e, pouquíssimas vezes uso as duas (quase restristas a incursões externas).
    Treino a marcha sem elas e aquilo que parecia impossível vai ficando natural, é um andar meio esquisito, feio, mas com mais segurança e força.
    Os primeiros passos sem apoios são bem complicados. Mas, é assim mesmo, depois fica bonito e leve.
    Consigo andar dentro de casa (onde tem os possíveis apoios de móveis e aparadores. É como um bebê aprendendo a andar. No nosso caso, reaprendendo. O corpo vai dando as dicas

    A marcha não fica automática de imediato. É preciso pensar. Precisei buscar uma força interior (brigando comigo mesma) para acionar as forças musculares. Depois: pensar e dar o passo, pensar e dar o passo, até ficar automáticao. Calma! Tô neste processo ainda.

    O tempo sem a movimentação no pós-cirúrgico provoca perda muscular.
    O processo com ganho gradativo depende de pessoa a pessoa. Sempre que termino a fisioterapia me sinto melhor, mais leve e equilibrada. Dá vontade de ir bater perna na feira, ai que saudade de uma feira.
    Sou paciente e observo com propriedade que estou muito bem. Ter permitido realizar a cirurgia agora com 40 anos, foi a melhor coisa que fiz. Ninguém precisa viver com dor.

    Quanto atividades esportivas também depende do paciente, seu histórico e pretensões. Meu médico tem um paciente que está treinando para corridas. Mas, disse que não vai me liberar para tal, também não quero, minhs necessidades são bem calminhas, sem muita economia de passos, né amiga M.Jo? Não vou ao Himalaia, mas, que tal uma Paris bem monumental onde possa subir degraus? Eu quero.

    Em vésperas da cirurgia vi o depoimento de um atleta na internet (com vídeo), pesquisando com o tema: Atleta volta a correr, pedalar e nadar

    Um abraço fraterno. Simone

    ResponderExcluir
  123. Oi, Simone
    Obrigada por mandar notícias. Gostei muito de saber que vc vai tão bem. Esta difícil teclar agora, por isso fico por aqui . Bjks

    ResponderExcluir
  124. Oi,meu nome é LUCIA, tenho 46 anos e protese bilateral de quadril, uma em 2006 e outra em 2009.Até hoje continuo fazendo hidroterapia , fiquei com pequena diferença no direito e ando com apoio de muleta pq sem ela andando, em grande percurso sinto a perna dura. Entretanto, nunca mais tive as dores horrendas que tinha. Minha cirurgia foi realizada no INTO/RJ . Gostaria tb de saber se uma pessoa com protése bilateral de quadril é classificada como deficiente para procura de emprego, pois o INSS não me aposentou. Foi bom conhecer vc, é bom dividir o mesmo problema. Bj.Lucia

    ResponderExcluir
  125. Oi, Lucia
    Não conheço os critérios do INSS, mas conheço gente com prótese bilateral que não tem nada de deficiente. Se já teve, deixou de ter com a cirurgia. Afinal, o espirito da coisa é esse.
    Um abraço e seja bem vinda.

    ResponderExcluir
  126. Edécio dos santos11/04/11 13:31

    Olá amigos do blog gostaria de saber se quem tem protese total de quadril tem direito a carterinha de isenção tarifaria tipo Sp Trans o Bom Intermunicipal!!valeu abraços a todos.

    ResponderExcluir
  127. jeanette nilda13/04/11 11:13

    bom dia
    coloquei protese no quadril esquerdo dia 9/4 e,jã estou em casa acirurgia foi otima, tendo durado exatos 1h e 45minutos. ia colocar protese cimentada mas o medico optou pela outra pois disse que meus ossos aão muito bons. dai só poder usar andador depois da retirada dos pontos, dia 24 só sinto dor quando a enfermeira me tira da cama para a cadeira de banho e vice versa, para o cansaço das costas, ela está passando a pomada calminex, que alivia muito. estou tomando remedio para evitar trombose ( carissimo ), vitaminas antibioticos e medicamento para a dor. No mais é ter muita paciência, coisa que nunca tive. Estou aguardando o fisioterapeuta.
    Voltarei a dar noticias! Obrigada por tudo e um abraço a todos.
    Jeanette

    ResponderExcluir
  128. Gente
    Escrevi um jornal aqui, mas não foi embora, seguinte, alguém pode me falar dde um medico bom, pode me escrever em off se quiser, fui neste semana em um gostei muito,mas acho que vai ficar uma fortuna, ja escrevi meu depoimente logo acima, e agora vou ter que entrar na faca, estou com dor na ciatico na coluna na perna, na virilha, chorei dia todo hoje.
    seta feira faço cintilografia ossea de 5 hora com constraste (tecnezio) e rx.
    Aceito sugestão da Simone e Jeanete e outros que queiram falar.
    Carro com isenção sei que tem direito.
    Se quiserem falo do medico

    gracacb@hotmail.com
    Beijos

    ResponderExcluir
  129. POIS É,ESTOU LENDO ESSES COMENTARIOS SOBRE ARTROPLASTIA TOTAL DE QUADRIL E ISSO ME FAZ LEMBRAR QUE A MINHA SOGRA JÁ ESTA HÁ MAIS DE 2 ANOS AGUARDANDO SER CHAMADA PARA FAZER ESSA CIRURGIA NO INTO.INFELIZMENTE A SAUDE AQUI NO BRASIL ANDA POR DEMAIS DEBILITADA E NOSSA SITUAÇÃO FINANCEIRA NÃO PERMITE QUE PAGUEMOS PARA ELA UM PLANO DE SAUDE.SEMPRE QUE POSSO ENVIO E MAILS PARA O INTO MAS ARESPOSTA É SEMPRE A MESMA,ELA TEM QUE AGUARDAR.ACONTECEQUE ELA JA TEM 78 ANOS E SENTE MUITAS DORES,O QUE IMPOSSIBILITA ELA DE TER UMA VIDA MAIS OU MENOS NORMAL.COMO EU MORO NO RJ,GOSTARIA DE SABER SE ALGUEM SABE DE ALGUMA OUTRA INSTITUIÇÃOQUE FAÇA ESSE TIPO DE CIRURGIA.MEU EU COLOQUEI PROTESE NAS DUAS PERNAS,MAS FOI PELO EXERCITO,O QUE FOI BEM MAIS FACIL.SE ALGUEM PUDER ME AJUDAR...

    ResponderExcluir
  130. Olá Jeanette
    Paciência é importante mesmo. A gente pensa que não tem, mas na hora H ela aparece.
    Boa recuperação prá você.


    Oi, Graça.
    Chora não, mulher. A vida vai melhorar muito.
    Coragem.
    Um grande abraço.


    Oi, José Ricardo.
    É de deixar qualquer um revoltado.
    Esperar o quê, caramba ?!
    Vou torcer para você conseguir resolver isso rápido.
    Um abraço

    Sejam todos bem vindos ao blog.

    ResponderExcluir
  131. Bom dia pessoal,

    Vim aqui colocar meu depoimento, pois antes de fazer minha cirurgia lí todos os relatos do Blog. Então, nada mais justo retribuir a todas as contribuições que tive de vocês.

    Tenho 49 anos, quinta passada, dia 14/04, às 18 horas fiz a artroplastia total do quadril esquerdo. Foi colocado a não cimentada, de metal e importada, pois o médico avaliou que a qualidade óssea esta boa.
    Foram duas horas de cirurgia, com anestesia geral, no Hospital Mãe de Deuas de Porto Alegre. Passei as demais 12 horas na sala de recuperação e logo dia 15 a tarde já estava no quarto.
    Pra encurtar a história, hoje estou teclando de casa. Tive alta ontem a tarde e já me sinto muito bem. Uso andador em casa e principalmente como apoio para o assento sanitário e banho. Já coloco carga sobre a perna operada, sem problema. Mas como precaução é importante vou seguindo o conselho médico de ir aos poucos com carga parcial.

    Portanto, a única coisa que perdi e me arrependo, foram os últimos 9 anos com dores diárias. Se soubesse que ia dar tão certo teria feito há muito tempo atrás.
    Claro que temos que entender que quem não tem um bom plano de saúde ( o meu pagou tudo, inclusive a prótese importada), as vezes não tem condições de arcar com os custos.
    Mas gente, corram atrás, mesmo com planos de saúde que cobrem apenas a prótese importada, negociem e paguem a diferença. Falem com um bom médico que ele tem a experiência necessária e pode mostrar o caminho. E não fiquem pensando que uma prótese importada é tão cara assim.... Bem menos que os relatos que tenho lido por ai.

    Terça agora, portanto 13 dias após a cirurgia, retiro os pontos. E se Deus quiser, em menos de 30 dias estarei andando sem ajuda de acessório nenhum.

    Se quiserem a dica de um ótimo médico aqui em Porto Alegre, me mandem e-mail que passo os dados do escelente profissional que me operou, Dr. Moyses.

    Um abraço a todos!!!

    Sérgio
    slrrodrigues@hotmail.com.br

    ResponderExcluir
  132. Pessoal,
    Escrever na correria as vezes a gente se passa. Então algumas correções de meu post atrás. Onde se lê (mesmo os planos que pagam somente a importada, leia-se nacional). É Hospital Mãe de Deus em Porto Alegre. E finalmente, escelente com s foi um assassinato a lingua portuguesa. Leia-se excelente.
    Desculpem as falhas.

    Sérgio Rodrigues

    ResponderExcluir
  133. TENHO 51 ANOS E FIZ MINHA PRIMEIRA CIRURGIA EM 2008 COM A TÉCNICA "RESSURFACING",BILATERAL, NO MESMO DIA, A QUAL NÃO DEU CERTO, INCLUSIVE CONTRAINDO UMA INFECÇÃO HOSPITALAR.
    NÃO GOSTO NEM DE LEMBRAR, POIS, PRECISEI TRATAMENTO COM INFECTOLOGISTA....MIL PICADAS DE AGULHAS........ANTIBIÓTICOS, ETC.......
    REFIZ A CIRURGIA EM 2009 COM UM SANTO HOMEM, DR. ANGELI, QUE DEUS O PROTEJA.......
    DESTA VEZ, CERÂMICA IMPORTADA, UMA PERNA DE CADA VEZ, POIS, QUANTO MENOS TEMPO VC FICAR NO CENTRO CIRÚRGICO, MELHOR, MENOS RISCOS...SÁBIO MÉDICO.
    DESTA VEZ, SEM PROBLEMA ALGUM.
    ESTOU ÓTIMO, PORÉM, TENHO ALGUMAS DÚVIDAS AINDA:
    A) ALGUÉM ANDA DE BICICLETA ?
    B) ALGUÉM VAI NA ACADEMIA SEM RISCOS ?
    C) PODEMOS PEGAR PESO ?
    D) QUAL A MELHOR OPÇÃO DE ATIVIDADE FÍSICA FORA O SEXO, QUE MUITO PRATICO ?

    PARA COMEÇAR É ISTO, DEPOIS, CONTINUAREMOS. ABRAÇOS A TODOS.

    ANTONIO CARLOS

    ResponderExcluir
  134. Olá Graça,

    Desculpa não ter respondido antes, mas vou seguir a ideia da queria M.Jo e falar pra você, não chore.
    Dedique-se a cuidar do seu lado emocional, faça boas leituras, converse com pessoas que possam contribuir de modo positivo em sua recuperação. Adapte o que for necessário em sua casa e peça ajuda aos familiares e amigos. Tem de abrir-se mesmo.
    Me dediquei muito neste sentido, daí quando optei por fazer a cirurgia foi mais fácil. Lógico, que os dias que antecedem o procedimento são tensos, mas busque alternativas, anime-se. Tudo dará certo.

    Eu pedi ajuda p todo mundo, pedi orações, rezas, entrei em grupos de oração, fiz terapia, musculação (c dor), tudo se desenrolou a partir do momento que eu me entreguei e percebi que poderia ser melhor.
    Eu tinha tanto medo desta cirurgia que nem queria saber de informações, pois no passado quando fui buscar as alternativas para as dores que comecei a sentir, só ouvia comentários desagradáveis, um verdadeiro filme de terror.
    Sempre lembro das boas informações que colhi neste blog e de M.Jo com sua experiência positiva.
    Daí com o tempo e o amadurecimento as coisas vão se encaminhando. Após longos e exaustivos tratamentos, a dor venceu. Mas, não falo isso com tristeza, ao contrário, aconteceu no momento certo. Agora eu venci.
    Hoje em recuperação, andando(meio esquisitinha ainda, pois ainda estou ganhando força) quase sem nenhum apoio, não sinto nenhuma dor.
    Mês que vem o meu médico já vai me liberar a musculação, é um protocolo que ele segue.

    Graça, o meu médico é aqui de Brasília, vc é de que Estado? Se for de Brasília eu indico o nome do meu competente médico.
    Fui deixando aqui no blog desde o início os relatos do meu processo pós-cirúrgico, caso queira ver. Tudo foi mais simples do que eu havia imaginado.
    Uma dica em procurar um bom médico é ver se ele é especialista em quadril. Isso foi meu próprio médico que orientou.

    Vou ficar afastada do trabalho por 6 meses pelo INSS, acho que é o suficiente, sei que estarei ótima para retornar à vida.

    M.Jo querida, tá tudo bem. Sempre obrigadíssima por suas palavras. Você nos faz um grande trabalho.

    Recebam meu abraço fraternal. Simone

    ResponderExcluir
  135. candida belmira22/04/11 10:59

    ola meu nome é candida
    a mais ou menos cinco anos atras sofri um acidente automobilistico minha sequela foi acetabulo direito e cabeça de femur moido ,joelho direito com fratuar exposta e pé direito caido para sempre ...depois de dois anos e meio de caidente tive q retirar os pinos pois contrai uma osteomilite na bacia fui submetida a uma artrodesia e hoje perdi a flexibilidade do joelho sinto fortes dores na bacia e perna pois m,eu nervo ciatico ficou compremetido é uma luta todo dia pois sou sozinha e com 3 filhos o mais novo tem 7 anos e trabalho fora mas estou tentando me aposentar pois eu não aguento mais tanat dor diaria ...no meu caso nenhum medico não quer fazer mais cirurgia pois ja passei por cinco procedimentos cirurgicos tb ja to cansada ..
    só quem passou por esta experiencia para saber e entender o q estamos falando é uma luta diaria e constante ..
    obrigada bjss e melhoras as tds...
    candida

    ResponderExcluir
  136. Olá, Sergio
    Obrigada pelo seu depoimento.
    Muito sucesso na sua recuperação e volte para nos atualizar dos progressos, combinado?


    Olá, Simone
    Seus comentários são sempre muito oportunos e delicados. Fico feliz com seus progressos.
    Uma beijoca.


    Olá, Cândida,
    Dureza, não é?
    A vida às vezes fica muito difícil mesmo. Mas a gente supera. Um dia melhora.
    Um abraço solidário e seja bem vinda.

    ResponderExcluir
  137. Estou com 14 dias de operada, andando com o andador, não senti dor em momento algum. Tenho cuidadoras diuturnas e minha família está sempre presente. O fisioterapeuta vem em dias alternados. Como tenho uma sobrinha enfermeira e uma prima professora de enfermagem, elas cuidam de meu banho e cuidados necessários no curativos e tudo mais.
    Realmente eu estava com muito medo de sentir dor depois da cirurgia pois ouvi pessoas dizendo que a dor seria terrivel nos primeiros dias e, nuitas outras coisas. Minha família nem deixa eu falar com as pessoas negativas, o que eu acho que tem contribuido muito para minha melhora. Segunda feira irei ao médico retirar os pontos restantes, pois levei 17 mas, 3 já cairam. Depois comento o que o médico falou ok?
    FELIZ PÁSCOA Á TODOS!

    ResponderExcluir
  138. Oi simone
    Um Feliz Pascoa e obrigada pelas suas palavras de conforto e carinho.
    Eu também não conhecia ninguém que fez esta cirurgia, e foi neste blog que criei coragem de ir atrás.
    Ainda não retornei ao medico com os resultados, mas o que ele falar vou acatar.
    E foi lendo seu depoimento que também resolvi me acalmar e fazer tratamento espiritual.
    Atualmente faço hidroginastica(sempre fiz).
    Acho até que tenho boa flexibilidade (assim disse 0 medico), só estou acima do peso, isto me prejudica.
    Eu moro em São Paulo, e procurei o Dr. Cabrita, eu me senti muito segura na primeira consulta, maiores detalhes vou saber depois.
    Obrigada e abraços
    Graça

    ResponderExcluir
  139. Oi Jeanete
    Fico contente que você esteja bem, obrigada pelo email que me mandou, recebu minha resposta?
    Boa Pascoa

    ResponderExcluir
  140. aos amigos!
    Estive no meu médico ontem e, a prótese está perfeita. Retirei os pontos e, está uma ótima cicatrização, liberou-me para tomar tomar banho em pé no chuveiro. Essa semana o fisioterapeuta deve me colocar na bengala. No mais é só alegria!
    Abraços á todos

    ResponderExcluir
  141. Jeanette e Simone

    Também levei 17 pontos. Será que isso é padrão?
    Ontem retirei os pontos. já estou caminhando com bengala e não dói nada colocar carga total sobre o quadril operado.

    Simone, como tu consegui ganhar licença do INSS de seis meses?
    Ontem meu médico deu um atestado que vou apresentar junto a minha empresa, de 60 dias.
    Na hora da perícia sei que não é necessário levar nada. Tu acha que não devo arriscar e levar meu atestado. Deixar a perícia decidir?
    Não quero voltar a trabalhar de bengala.
    Também agora em maio vou renovar minha CNH. Vou aproveitar para solicitar isenção para compra de carro, já que a minha artoplastia foi na perna esquerda, portanto não é acomselhavel usar a embreagem.

    No aguardo,

    Sérgio

    ResponderExcluir
  142. Oi amigos
    Fui ao médico levar meus exames (cintilografia ossea)com contraste e Pin holes, e varios RX da coluna e joelho.
    Para minha grandde surpresa o exame do quadril teve uma estabilização no processo de necrose , artrose não esta avançada, ele não vai me opoerar...não agora.
    Mas estou com alguns problemas na coluna lombar, ciatico, o que me faz doer muito e pinçar na perna, ele fez varios testes e exames na perna (eu realmente não tive dores).
    Vou tratar com fisioterapia hidro e palmilhas, e ficar observando.
    Eu agradeço a todos que me ajudaram, não estou desligada daqui, e qualquer noticia nova volto a me comunicar.
    Obs- Fiz uma cirurgia espiritual alguns meses, acho que isto teve contribuição na estabilização da necrose.
    Um abraço a todos

    Sergio o meu medico disse que podemos mudar a carta mesmo antes da cirurgia.

    Graça

    ResponderExcluir
  143. Olá pessoal,meu nome é Nedina tenha 34a.Fiz a cirurgia total de quadril recentemente em 25/04/11 sou portadora de anemia falciforme.Só consegui andar no quarto dia e senti muitas dores no segundo porque minha perna inchou muito,hoje não sinto tantas dores,somente inguinal,mas vou relatar isso ao médico no retorno dia 12/05/11.Fiz a cirurgia no hospital luxemburgo aqui de BH-MG,em outubro terei que fazer a perna direita,operei a esquerda pois era a mais dolorida,foram 2anos de espera e dores insuportáveis,andava e ando ainda mancando.Obrigada a todos!

    ResponderExcluir
  144. Oi pessoal acabei de postar,mas há ainda muito o que comentar tem um mês e 3 dias que fiz artroplastia total de quadril,sinto peso na perna operada,me puxando pra baixo,(femur esquerdo)na primeira semana principalmente na hora do banho,como ainda vou ter que operar o femur direito,não me visto sozinha pois nãoconsigo,antes de me operar meu médico dr.Fábio Guimalhães me disse que não poderia nunca mais subir escadas,cruzar as pernas,pegar pesos o que me deixou arrasada pois minha casa é de 2 pavimentos possui duas escadas com 12 degraus cada uma,sei que ele me avisou mas estou subindo e descendo do mesmo jeito,claro que aindo sinto dores por causa da perna direita e na esquerda incomoda um pouco quando fico muito tempo sentada,em pé por muito tempo nem pensar porque sinto dor inguinal.Estou preocupada pois vou para a terceira etapa de um curso e enfermagem que ganhei,fiz até a segunda etapa do curso passando dores fortíssimas e tomando medicamentos como morfina,sedilax,diclofenaca,nortiplitilina,para acalmar a dor,mas era inevitável pelos 37 degraus de escada que há no local do curso que não tem elevador.Por que fiquei nesse curso?Porque ficar em casa é pior,vc fica o tempo todo pensando na dor e se lamentando,fazendo mal aos outros e a vc principalmente,o curso piorava meus movimentos,meus colegas me viam me sedando c/ medicamentos que são verdadeiras drogas,meu apetite acabou,emagreci,me viam mancando e mesmo assim apresentava os trabalhos feito em grupos,o físico estava péssimo,mas o psicológico melhor pois estava realizada me sentido útil,em casa com as dores eu ia me deprimir,pois até p/ limpar a casa do meu jeito já não era mais possível,tudo ficou difícil,levar minha filha p/ escola,dormir,levantar,sentar,tomar banho,abaixar nem pensar.Hoje penso:Como levar meu curso adiante? vai dar p/ exercer a profissão?Eu pilotava moto pilotei em quanto pude até tirar a habilitação pra carro e tirei a categoria B mesmo com as dores não foi fácil,mas o exame foi exame especial por causa das limitações de movimentos.Sou cheia de vontade de viver,não gosto de ficar parada,gosto de passear com meu marido e minha filha,quero voltar as minhas atividades sou mãe,sou esposa.Omais difícil foi ter que dormir 2 semanas de barriga pra cima sem se mexer,eu chorei,me desiquilibrei,me snti inválida,mas tudo está resolvido aguardando o retorno,o médico não passou fisioterapia,espero que quando realizar a próxima cirurgia possa colocar uma perna do tamanho da outra para não ficar pisando:"aqui tá raso...aqui tá fundo..."rsrsrs.Obrigada,eu sou Nedina de Ribeirão das Neves/MG(operei no hospital luxemburgo de Belo Horizonte-MG)

    ResponderExcluir
  145. Ola M.Jo. tudo bem com vc? Voltei para dar noticias minhas e saber como vc esta. Alias,sei mais ou menos porque todos os dias acesso o seu blog. Eu estou otima,ja faz 10 meses,imagine,parece que foi ontem que fiz a minha cirurgia. Gostaria de dizer que minha vida mudou 100 por cento,sem dores e ate o mancar nao existe mais. Estou andando normalmente,dormindo maravilhosamente bem,estou muito feliz pela escolha que fiz de fazer a cirurgia. Me fale de vc ta? Muita paz e luz para todos que passaram por essa cirurgia e tambem coragem para aqueles que ainda vao passar por ela. Um abraco M. Jo. e fiquem com Deus!

    ResponderExcluir
  146. Sou Raquel,fiz artroscopia total no dia 29/03/11, usei 1 mês o andador,já fiz 13 fisioterapias,tenho mais uma infinidade para fazer, não estou usando bengala, mas estou reaprendendo a andar, ainda sinto dores na área da cicatriz, na virilha, na coxa, parece que tem uma madeira enfiada na perna, faço algumas coisas em casa, subo e desço escada, mas qdo abuso as dores vêm mais intensas, mas acredito que seja assim a recuperação, quando ando manco e faço marcha para reaprender a andar novamente, quanto a sair, fica dificil, pois se ficar muito tempo sentada,as dores tb atacam, então acredito que devemos fazer fisioterapia, repouso e dar tempo ao tempo, pois é uma cirurgia agressiva, mas se você puder me ajudar com alguma dica agradeço. fique com Deus.

    ResponderExcluir
  147. Tenho 35 anos, em agosto do ano passado fiz uma ATQ esquerdo, através de uma liminar colocaram uma prótese de cerâmica não cimentada. A recuperação foi difícil, mas sobrevivi. Hoje, estou com 5 dias de operada da perna direita, tb através de liminar consegui a prótese de cerâmica. No entanto não paro de pensar.... acho que fui lesada. Meu médico disse que foi colocado uma prótese de polietileno, pois a de cerâmica não cabia... Essa perna que foi operada, realmente, era a problemática, pois tinha uma placa metálica e 5 parafusos há 25 anos, eles tiraram os parafusos, mas não conseguiram tirar a placa por estar incorporada ao osso,então eles optaram por usar essa prótese de polietileno com cimento. Continuou com diferença no tamanho das pernas... por favor, alguem pode me falar dessa prótese?]
    Virginia

    ResponderExcluir
  148. Virginia, meu nome é Helio, tenho 46 anos, e também retirei dois parafusos e uma placa que foi colocada á 33 anos. No meu caso fiz duas cirurgias complexas, uma para retirada da placa e outra para colocação da prótese. A placa foi retirada, porém tive um desgaste osseo e tive que esperar 3 meses para recuperação parcial do osso, e possibilitar a segunda cirurgia. Minha protese é de Titânio não cimentada, e o que é de polietileno é uma pelicula que fica entre o Femur e o Acetabulo, como se fosse uma cartilagem, facilitando os movimentos como um amortecedor. Veja direito com seu médico para saber o que realmente foi colocado, e ai sim ficar tranquila. Boa sorte e boa recuperação. Vamos nos falando por aqui.

    ResponderExcluir
  149. Nossa! Quanta gente entrou no Blog enquanto eu estava fora!
    Vamos logo pôr em dia essa nossa correspondência. [Esse pôr ainda tem acento?]


    Oi, Jeanette
    Bom demais, não é? Principalmente quando se está cercada dos cuidados e amores da família e dos amigos.
    Feliz recuperação para você, e que a sua alegria aumente sempre.


    Oi, Graça.
    Achei que seu ânimo mudou, senti você mais animada depois que falou com o médico.
    Vai fundo com a fisioterapia, é fundamental para reduzir as dores e melhorar a qualidade de vida.
    Um abraço e fique em contato, ok?


    Oi, Nedina.
    O ritmo da recuperação pós-cirúrgica varia de caso prá caso, a gente tem que ter mesmo muita paciência, não desanimar e pensar positivamente.
    Apesar disso, não acho de boa política querer minimizar as dificuldades e nem tentar tapar o sol com a peneira. A vida tem me ensinado que encarar os problemas com franqueza tende a produzir resultados mais satisfatórios.
    Todos temos limitações, sejam elas físicas, emocionais, intelectuais, espirituais, etc. Mas quando nos esforçamos por superá-las, estamos caminhando no sentido da felicidade.
    O segredo foi bem colocado naquela famosa “oração da serenidade”: mudar o que pode ser mudado, resignar-se com o que não pode, e saber enxergar a diferença.
    Um grande abraço e seja bem vinda.


    Oi, Marta.
    10 meses já! E parece que foi outro dia.
    Tem a vida A.C e a vida D.C. E fico feliz em saber que a sua vida D.C. está 100%.
    Eu, para falar a verdade, nem me lembro mais das dores que sentia antes. É como se pertencessem a outra encarnação. Os problemas de saúde atuais são outros, a fila andou. Quebrei o pé antes do carnaval, usei uma bota imobilizadora por 5 semanas e viajei com o pé duro e inchado. Ainda está inchado, mas parou de doer (meio na marra). A dificuldade agora é calçar sapatos. Ainda bem que existem crocks, sandálias havaianas e botas argentinas.


    Oi, Raquel.
    Depois da cirurgia a gente percebe que tem muita coisa para reaprender. Andar é uma delas. Paciência é outra.
    Com o tempo a gente reaprende também a viver sem dores, a curtir o imenso prazer de andar sem economizar passos e subir/descer escadas sem perceber.
    As dicas são as que você já sabe: muita fisioterapia, repouso, pernas para cima e bastante consciência corporal.
    Desejo uma boa recuperação prá você, e rápidos progressos.

    Olá, Virgínia.
    Endosso totalmente as palavras do Hélio. Converse com seu médico, procure entender exatamente o que foi feito e o porquê. Se necessário, converse com outro especialista, explique direitinho o seu caso.
    A escolha do tipo de prótese a ser usada não é aleatória, existem indicações, contra-indicações, possibilidades e impossibilidades.
    E sei que existem médicos do maior gabarito que preferem usar próteses cimentadas, sem descuidar da qualidade dos materiais.
    O que não pode é você ficar minhocando que foi passada prá trás. A relação médico-paciente precisa ser uma relação de total confiança, ou não funciona.
    Um grande abraço, e seja bem vinda.


    Oi, Hélio.
    Muito obrigada por seu depoimento esclarecedor e oportuno.
    Existem muitas variações em torno desse tema, sua ajuda foi muito positiva.
    Um forte abraço, e volte sempre.

    ResponderExcluir
  150. De Raquel -Obrigada por responder, a questão é que antes tinhamos muita dor, depois da cirurgia também sentimos dores, de menor intensidade óbvio, mas como disse continuar na fisio, fortalecer esta musculatura, e logo as dores passarão, se Deus quiser. Este blog é muito bom, você nos ajuda muito com suas informações. Logo voltarei para falar de minha evolução. Até mais.

    ResponderExcluir
  151. Marcos Rogerio Belomo06/05/11 17:04

    Ola, Sou o Marcos e faz dois dias que fiz uma artroscopia de quadril.
    Eu tenho artrose 4, mas insisti pela artroscopia antes de colocar uma protese.
    Bom, optei por isso por que tenho 42 anos e gostaria de tentar voltar a praticar alguma atividade fisica ainda.
    Muitos dos medicos que passei aconselharam a protese ou uma ressurfacing, mas consegui um medico que me fez a artroscopia.
    Apos a cirurgia o medico disse que deu uma boa limpada na parte ossea entre o acetabulo e a cabeça do femur por que existiam muitos pedacos de ossos que se destacaram ou se formaram como o decorrer do desgaste. Outra situação é que o meu Labrium estava totalmente degenerado e ele teve que arrancalo completamente.
    Mas o mais incrivel é que hoje fazem dois dias que operei e estou caminhando levemente e sem sentir aquelas agulhadas horriveis que sentia antes, outro detalhe é que nao conseguia ficar sentado, nao consegui me curvar para baixo, e me limitava a varios outros movimentos, parece loucura, mas estou sentado digitando, sem dor alguma, abaixo até a ponta do pé e não tenho mais dor alguma que tinha antes.
    Sei que cada caso é um caso, mais o meu não é o dos mais simples, onde deveria ter 5mm de cartilagem entre acetabulo e femur, não tenho quase mais nada, mais assim mesmo insisti na artroscopia antes da protese.
    Espero que tenha excelentes resultados para poder comunicar e mudar um pouco do pensamento que so a protese será a soluçao para este tipo de problema, Artrose nivel 4.
    Se precisarem ligar e tirarem duvidas, fiquem a vontade.
    Marcos
    19 8118 1051 (Rio Claro - Sao Paulo)

    ResponderExcluir
  152. Oi!! Me chamo Luciana Maria,ontem dia 05/05/2011 fiquei sabendo que tenho Necrose Avascular Assépetica femoral nos dois lados, e que a solução para o meu problema será uma protese futuramente,tô muito triste pois ja faço tratamento de Síndrome Nefrotica a mas de um ano, e nunca usei corticóides e agora me aparece essa necrose no femur tanto esquerdo como no direito,tô com muito medo,já passei por tanto sofrimento desde q descobri q tenho síndrome Nefrotica,uma vez por mês eu faço pulsoterapia,fico internada somente p tomar a medicação do meu tratamento nos rins,agora tô com uma lesão na cabeça do femur no nível 3 do lado esquerdo sendo q do direitoainda ta no inicio,mas tudo isso me apavora,tenho 28 anos cheia de vontade de viver bem com qualidade de vida ,mas venho sentindo dores na minha coxa esquerda desde de novembro de 2010 e so agora sei realmente o que causa essas dores,tive a sorte de encontrar um bom especialista em quadril, ele disse que fará de tudo p não realizar a cirurgia agora,me passou uma medicação p/ dor e hidroterapia,o meu medico disse que as protese se desgatam e que só duram 15 anos,já li que as protese duram entre 20 e 30 anos fique na dúvida agora.Sinceramente tô desperada me sinto muito fraca apesar de ter uma familia linda do meu lado e amigos maravilhoso me apoiando mas tenho medo de como será a minha vida apartir de hoje ,tenho limitações não posso subir escadas e nem fazer outros esforços fisicos,vou ter que usar uma moleta para equilibrar o peso, é tão complicado se adaptar e dai me pergunto até quando? Pq o meu medico disse q agora ta cedo p fazer cirurgia ele faz de tudo para não realizar esse tipo de cirurgia no paciente.Mas tenho fé em Deus q ele irá me curar e q irei ficar bem.

    ResponderExcluir
  153. Oi, Raquel.
    Obrigada, e volte mesmo prá contar.


    Olá, Marcos
    Muito interessante essa sua experiência com a artroscopia, tendo em conta o grau avançado da artrose. Fiquei curiosa para saber como surgiu essa idéia, e onde você buscou elementos para “insistir” nessa solução, a despeito das recomendações em contrário. Você é médico?
    Tomara que a evolução continue sendo positiva e os resultados excelentes.
    Um abraço e seja bem vindo.


    Oi, Luciana
    Alguns médicos defendem mesmo essa linha do “vamos deixar prá depois”, como você já deve ter lido aqui no blog.
    Uma outra corrente acredita que essa decisão não deve depender apenas da idade cronológica do paciente, mas principalmente do seu quadro geral, da sua qualidade de vida (ou falta dela) e resistência à dor.
    A tecnologia evolui, e as próteses mais modernas são feitas para durar muitos anos. Mais de 30, se forem bem tratadas. E quem pode saber quais serão os recursos terapêuticos disponíveis daqui a 30 anos?
    Não se desespere. Informe-se, estude bem o assunto e se achar necessário busque uma segunda opinião, terceira e quarta.
    Um grande abraço e seja bem vinda.

    ResponderExcluir
  154. Marcos Rogerio Belomo08/05/11 20:30

    Marcos Rogerio Belomo,
    Ola novamente, espero que realmente ajude com minha experiência.
    Não sou médico, somente estudei o meu problema, e como sou um esportista amador ativo, consultei alguns atletas que tiveram problemas de artrose semelhante, inclusive o rompimento ou degeneramento do Labrium que é o caso do no tenista Guga. Sou tenista amador, e o que me deixou curioso é que alguns casos como o do Guga, geravam dores intensas e semelhantes a que eu tinha, mas não era artrose, como disse era problema neste revestimento do quadril chamado labrim, e após a artroscopia, sem colocação de protese, voltaram a ter uma vida sem dores e o mais normal possível quando se diz a atividades físicas.
    Esta foi uma das principais conclusões que tive para insistir ao médico a não colocar protese e fazer a artroscopia.
    Lendo reportagens sobre o assunto tambem descobri que qualquer problema que atrapalhe a circulação, gera muitas dores em outras partes abaixo do quadril lesionado, e de novo cai no problema do labrium degenerado.
    Bom, não parei por ai, conheci outra pessoa com artrose de nivel elevado, com pouca cartilagem no quadril (perto de 2mm, onde o corrreto seria 5mm), e fez uma artroscopia fazendo uma boa limpeza na regiao entre femur e quadril. Após cirurgia apostou em exercicios musculares na regiao do quadril para que o impacto fosse menor entre partes osseas. Resultado, depois de seis meses, hoje faz corridas regulares e 1 vez por semana pratica futebol com os amigos sem muitos exageros.
    Então para concluir, resolvi insistir nesta artroscopia, como disse operei na terça dia 3, depois de dois dias ja caminhei quase que normalmente, hoje dia 08/05, continuo caminhando sem exageros e percebo cada vez mais que consigo fazer determinadas posições que estavam impossível antes da operação.
    Jamais quero contradizer o que os médicos e especialistas tanto estudam para nos ajudar e resolver nossos problemas, mas eu sou uma experiência verdadeira e afirmo que não sou a unica que optou por isso e funcionou.
    Deixo claro tambem que cada caso é um caso, e tenho a musculatura das pernas bem desenvolvida e forte por ter praticado esportes a vida inteira, isto talvez esteja facilitando a rapida recuperação e os passos que estou dando no dia-a-dia, mas não perdi nada em fazer a artroscopia, se não funcionar, dai sim aceito a colocação de uma protese.
    Espero novamente que ajudem a quem tiver que tomar uma decisão, relembrando consultei médicos da USP em Rib Preto, São Paulo, Campinas e Piracicaba, apenas um aceitou a minha ideia e assim mesmo me deixou claro o grande risco da operação nao surtir muito efeito tendo que colocar uma protese no futuro.
    Ok,
    Abraços e boa sorte a todos,

    ResponderExcluir
  155. Bom dia!
    Hoje completo 1 mes da colocação de prótese em meu quadril esquerdo! Estou indo muito bem, sem dores nenhuma, e, já andando de bengala!Como meu médico indicou um fisioterapeuta da confiança dele para vir em minha casa, apesar de fora do plano, paguei e, acho que vale cada centavo. Essa semana ele disse que vai tirar a bengala para eu começar a andar sem a mesma, em casa!
    Luciana Maria, tenho 69 anos e meu médico esperou 2 anos para realizar a cirurgia, pois tinham esgotados todos os medicamentos e alternativas, Voce é muito jovem e, com certeza vai conseguir vencer todos esses obstáculos. Tenha muita fé em Deus, que ELE acompanhará sempre seus passos.

    ResponderExcluir
  156. Oi, Marcos.
    Muito interessante a sua experiência, e o melhor de tudo é que vc não está perdendo nada por tentar. Muito pelo contrário, já que as dores diminuiram e sua qualidade de vida aumentou.
    Buscar informação e conhecimento de causa é mesmo fundamental.
    O Guga não consegue mais jogar profissionalmente em alto nível, mas parece que continua pegando umas boas ondas na Joaquina.
    Um abraço, e volte sempre.


    Oi, Jeanette,
    Que sua recuperação continue assim, de vento em popa.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  157. ola m.jo eu tenho 32 anos e a dois anos tenho necrose bilateral ,meu medico disse que eu tenho que colocar protese ,mas estou com receio de eu ficar mancando para o resto de minha vida entao minha duvida é esta .
    se alguem quizer compartilhar ,vai ai meu email
    nascimento.dh@bol.com.br

    ResponderExcluir
  158. Oi, pessoal!!! Hélio e M.Jo fui ao médico hoje. Coincidentemente o representante da empresa que fornece as próteses estava lá. Ele disse que a prótese da perna direita tb é importada, só não é de cerâmica (como da perna esquerda, mas de titânio e polietileno, foi necessário o uso do cimento pq não foi possível retirar a placa metálica que estava há 25 anos, como falei anteriormente. Confesso que não vou mais ficar encucada com isso, já foi colocado mesmo... não adianta ficar questionando, não quero me chatear. Hoje estou com exatos 11 dias fiz a cirurgia da perna direita. Foi retirado alguns pontos alternados. Ele pediu um novo raio x, ainda não fui fazê-lo, mas irei amanhã. Estou um pouco inquieta pq ainda não estou sentando 90º, ele pediu para aguardar mais um pouco... na outra cirurgia passei quase 30 dias sem sentar reta... No mais, estou bem... Um forte abraço a todos e obrigada pela ajuda, vcs conseguiram me deixar calma durante esses dias que antecederam ao dia de hoje!!!
    Virginia

    ResponderExcluir
  159. Cara m.Jo!
    Estive no médico ontem e minha cirurgia está perfeita aos 33 dias! Acabo de ter alta do fisioterapeuta, estando andando sem bengala em casa e na rua deverei usar mais uns 3 meses para garantia! Sem dor em momento algum!
    Obrigada mesmo a quem tanto me incentivou para fazer a cirurgia!

    ResponderExcluir
  160. Luciana disse...
    Jeanett fico agradecida pela sua força e feliz por saber que sempre há uma solução, parabéns pela sua recuperação.Eu acredito que Deus estará sempre me ajudando,comecei as hidroterapias nessa semana,sentir dores musculares mas a minha fisioterapeuta me disse que o inicio é dolorido mesmo,ja tô fazendo uso de medicação para aliviar as dores ,comprei a bengala,mas não tô conseguindo andar com elas,não quero aceitar que tô precisando.Mas acredito que logo logo irei aceitar o fato de andar com uma bengala,hoje caminhei mais do que devia e senti muitas dores,não vejo a hora de falar novamente com o meu médico.Luciana Maria

    ResponderExcluir
  161. Estou com 15 dias que fiz minha ATQ direito... passo dia todo deitada, meu médico disse para eu caminhar, mas quando caminho sinto dores na coxa, quadril e joelho, sinto medo e então volto a deitar, à noite, principalmente, fico inquieta... estou entrando numa fase em que ler, ficar na net, assistir tv não estão dando certo, sinto muita vontade de sentar 90º, mas ainda não fui liberada... aff!!! Sei que vai passar, afinal a recuperação dessa cirurgia está sendo bem melhor que da perna esquerda (8 meses atrás), enfim... gostaria muito de ficar compartilhando experiências com vcs, fico o dia inteiro praticamente sozinha, à noite meu marido já chega cansado, então novamente fico sozinha pois ele dorme cedo, e só me resta assistir tv. Luciana e Jeanette, parabéns pela vitória... muita saúde a vcs!!!
    Virginia

    ResponderExcluir
  162. vic. carvalho
    Realmente eu tambem já não aguento mais, tv, net,e crochê!
    Eu costumo viajar muito! Nessa época estaria em Porto Seguro, onde passo 6 meses por ano e, acho que só no final do ano estarei lá! E esse ano tinha planejado passar São João na Paraiba.
    Quando me preparei para a cirurgia, pensei que em 30 dias estaria, podendo tudo! As vezes me entristeço, mas, tenho uma otima acompanhante, que me anima muito. Tenho um casal de filhos mas, ela mora na Flórida e ele no Canadá, todos com filhos em idade escolar, por isso nem vieram para me assistir! Quer dizer,
    tambem me sinto sózinha, mas o importante é que nossa recuperação seja a melhor possivel e, Deus já está nos ajudando nisso!Coragem minha filha, que logo estaremos lá!
    Abraços

    ResponderExcluir
  163. Luciana disse:
    Vic.Carvalho

    Eu ainda não fiz a cirurgia,tenho a esperança que irei ficar boa novamente.rsrsrs Nao se sinta só,realmente é chato ficar na net,televisão e livros somente,eu ja estou assim a quase dois anos me sentindo incapaz de algumas coisas,eu estou de lincença médica e fico a maior parte do meu tempo em casa,eu sempre gostei de dançar,de caminhar de fazer compras de passear,mas além desse meu problema de Necrose Avascular eu ja faço tratamento para uma lesão nos rins,então sempre tentei de todas as formas ficar bem,procuro mostrar para minha familia que não estou doente,q sou capaz de realizar muitas coisas eu estou bem,penso sempre asssim que estou bem e irei ficar boa ,estou sempre com pensamentos positivos,lógico que ja me sentir só,desperada,triste,incapaz,mas logo passa,pq procuro desabafar com alguém todas minhas fragilidades,falo muito com Deus,conversa com ele em voz alta,glorifica a ele pela sua recuperação ,o agradeça por estar bem,faça isso.Lhe fará muito bem ,fique com Deus.Ele te ama minha querida!!!

    ResponderExcluir
  164. Luciana disse:
    M.Jo É maravilhoso saber que existe esse blog.Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  165. Olá para todos, Simone faz contato:

    Hoje voltei ao blog e me atualizei das mensagens postadas. Quanta notícia, geralmente de sucesso. Que bom hein M.Jo, vc é a grande idealizadora de um meio que ajuda muita gente.

    Depois que conheci M.Jo e suas colocações acerca dos medos e fragilidades que a cirurgia nos traz, bem como sua confiança da evolução na medicina, me animei e passei a comungar deste pensamento: As próteses duram mais. A medicina está ao nosso favor. Os exercícios (sejam as fisioterapias, musculação, pilates, etc) estão muito melhores, dando-nos condições de reabilitação imensamente superiores às das décadas passadas. As possibilidades de cura estão mais próximas. Lógico que existem dificuldades, especialmente para quem aguarda a liberação pelo sus, é um tormento, já passei em outras épocas por hospitais públicos e até pelo Sarah.
    Outras dificuldades emocionais também assombram, mas até essas estão dando lugar a novos modos de reflexão.
    Relatos como o do Marcos Rogério me deixam imensamente feliz, vou narrar este fato ao meu médico, pois também tenho artrose na coxo-femural direita, com indicação cirúrgica. Também ao longo destes anos cuidei da musculatura e ganho força com facilidade, mas com cautela, cada caso é um caso. Conversando, debatendo, tirando dúvidas, esclarecendo e sendo maleável se chega a um consenso.

    Olá Sérgio,
    Desculpa não ter respondido antes. Sim, eu estou afastada pelo INSS.
    Não tive problemas no local de trabalho, pois as pessoas acompanhavam minha trajetória com as dificuldades provenientes de uma artrose, vez por outra estava afastada.
    Quando resolvi fazer a cirurgia comuniquei aos meus chefes.
    O médico informou que em princípio ficaria 6 meses e me deu o atestado para apresentar ao INSS. Marquei a perícia de acordo com os prazos normais e no dia determinado fui para a consulta. A médica do Instituto referendou meu atestado, verificando os exames pré e pós-cirúrgicos.
    Caso haja necessidade de mais dias para recuperação o INSS orienta que 15 dias antes do término da licença, o paciente entre em contato pelo telefone central da Previdência, (135) e peça revisão de perícia, neste caso o seu médico deverá solicitar a prorrogação e comprovar a necessidade com relatório e exames.

    Não senti e não sinto dor, no hospital mesmo já consegui sentar em 90º, na primeira semana fiquei inchada, com muita retenção e má circulação em toda a perna (tudo isso o médico já havia me informado), com medicação indicada, pernas pra cima, repouso e tranqüilidade tudo volta ao normal.
    O que senti ao andar? Apenas um mal estar que aparece mesmo no (início do) reaprender a caminhar, é meio tosco, duro, pesado, feio... mas, passa. Já percebo melhor desenvoltura e segurança sem objetos de apoio. Aos poucos o peso da perna vai desaparecendo.
    Gosto de relatar o grande bem que fiz para minha vida e dizer o quanto me sinto bem, livre e diferente.

    Nada é melhor que ter uma vida próspera de saúde. A minha resposta é de sucesso. Mas, cada caso é específico. Só você, que é paciente, deverá e saberá deliberar por fazer ou não qualquer cirurgia (e tb o tempo certo).
    Deves ter um médico de sua total confiança. Parafraseando M.Jo: "Não se desespere. Informe-se, estude bem o assunto e se achar necessário busque uma segunda opinião, terceira e quarta."

    Boa sorte a todos, recebam meu abraço fraterno.

    Simone

    ResponderExcluir
  166. Bom dia Simone!
    Estou com 37 dias de operada, e, na fase de reaprender a caminhar, estava mesmo querendo saber mais sôbre isso, pois sinto exatamente o que descreveu. Reli seus relatos anteriores e, animou-me mais ainda.
    Obrigada e abraços á todos!
    Jeanette

    ResponderExcluir
  167. Olá!!!! Hoje estou com 17 dias de operada, fui ao médico, onde foram retirados todos os pontos, o médico já prescreveu a fisioterapia, porém não liberou a posição 90º, mas tudo bem! Bom, gostaria de agradecer a todos, em especial, à Luciana e Jeanette pelas palavras postadas num momento de solidão em que eu estava.

    ResponderExcluir
  168. Oi, Nascimento

    Eu mancava antes da cirurgia. Melhorei muito depois. Até quebrar o pé, quase não se percebia.
    Agora estou mancando de novo, mas não vale. E será por pouco tempo, estou dando duro na fisioterapia.

    Sei que cada caso é um caso, existem muitos motivos para uma pessoa andar mancando. Às vezes não dá prá corrigir numa cirurgia. Mas em qualquer caso a perícia do médico é fundamental. Pode até não ser condição suficiente, mas vai ser necessária sempre. Se o cara é craque, não vai fazer besteira (espera-se) e vai consertar tudo o que puder ser consertado. Certo?

    Eu odeio andar mancando, mas acho pior sentir dor.
    Um abraço e seja bem vindo.


    Oi, Vic

    Paciência, garota. MUITA. O primeiro mês depois da cirurgia é o pior. Depois a vida melhora. Güenta firme (com trema e tudo).


    Oi, Jeanette.

    E ainda vai melhorar, você vai ver.


    Oi, Luciana.

    Eu também resisti muito tempo antes de comprar uma bengala. Foi difícil. Para mim, usar bengala equivalia a uma aceitação da doença, a um retrocesso, e eu queria melhorar, ficar boa. A bengala era o símbolo da desistência, significava renunciar a muitas coisas que eu gostava de fazer.

    Imagina só: a pessoa vai ao médico cheia de esperanças, conta as dificuldades, fala das dores e limitações e a única coisa que ele faz é lhe oferecer uma bengala! Saí de lá chorando, decepcionadíssima, p. da vida.

    A bengala só foi incorporada anos depois, mas foi de grande ajuda. Precisei mudar meu enfoque e encarar a dita cuja como um conforto, e não como um encosto. E deixar a vaidade de lado por um tempo.


    Oi, Simone.
    Coisa boa, saber de você! Sempre positiva, sempre prestativa, sempre generosa nas suas partilhas.
    Obrigada mais uma vez pelas contribuições valiosas.
    Um abraço bem carinhoso.

    ResponderExcluir
  169. Bom dia!
    m.Jo. e amigas!
    Eu tambem relutei muito em usar bengala, Antes da cirurgia, preferia ficar em casa a sair usando, até porque mesmo com a bengala a dor não passava de maneira nenhuma! Agora, eu quero mais é que o tempo esteja bom e saio sim com minha bengala, usarei pelos 3 meses recomendado pelo médico, antes de aventurar-me a andar sem apoio na rua, pois em casa já ando bem.Só ter me livrado das dores horriveis, o que vier é lucro mesmo!rsrsrsrsrs
    Tenho uma pergunta: quanto tempo vocês ficaram dormindo com uma almofada entre as pernas?
    Abraços,
    Jeanette

    ResponderExcluir
  170. Oi Jeanette,
    Ainda durmo com um travesseiro (fininho) entre as pernas, me acomodo melhor. Acho que não vou deixá-lo nunca mais. Dia 23 vou ao médico e aproveito para mencionar este meu novo "affair" (rsrsrs)
    Sempre que possível deixarei aqui o relato das minhas experiências pós (pois considero tb a minha vida assim, antes e depois). Hoje me sinto melhor, feliz e com muita vontade de realizar.

    Querida amiga "Não vamos economizar mais passos", né? Cuide-se.

    Abração.
    Simone

    ResponderExcluir
  171. Meri
    nasci com luxação congenita bi lateral do quadril,já fiz 6 cirugias,hoje preciso fazer protese total quadril,estou aguardando,pois meu medico era de curitiba,antes atendia pelo sus hoje so particular,não tenho condições.Não consigo abaixar,e to tendo dores diariamente qdo vou levantar tem que ser com cuidado.Li varios comentarios e gostei muito.Se quiserem trocar idéias sobre o assunto rosemeriek@hotmail.com até mais....

    ResponderExcluir
  172. Querida m.Jo, primeiramente queria agradecer pela criação do blog, que me ajudou muito a decidir e encarar a cirurgia como também os demais colegas que postaram suas histórias.
    Meu nome é Silvia, tenho Artrite Reumatóide Juvenil desde os 9 anos de idade, sentia muitas dores e ao completar 18 anos as dores sumiram, procurei vários médicos porque queria colocar a prótese por conta da limitação, mas nenhum médico queria operar pelo fato de não sentir dores, quando estava com 30 anos começei novamente a ter as dores, procurei os medicos e a mesma história, até que encontrei um ortopedista que entendeu que não tinha qualidade de vida.
    Hoje estou com 31 anos, fiz a ATQ no quadril esquerdo no dia 26/04/2010(depois farei no direito, fiquei uma semana no hospital, fisioterapia no 2ºdia da operação, não senti dores nenhuma até hoje, não precisei tomar remédios em casa, somente a injeção de anti-coagulante para evitar trombose durante 20 dias, que já foi mencionado por um colega que é carissimo. Levei 13 pontos, tirei com 17 dias e hoje com 26 dias, somente fisioterapia domiciliar, sem por carga na perna, ainda usando andador e muleta.
    Quando tiver mais novidade postarei ok.

    Abraços,
    Silvia

    ResponderExcluir
  173. Bom dia!
    Amiga Simone, com certeza não vamos "economizar mais passos". Recebi informação de operados que usaram o travesseiro entre as pernas durante 1 ano. Ontem foi meu ultimo dia para andar acompanhada na rua ( só com a bengala agora né? rsrsrs), realmente preciso começar a desmamar as acompanhantes, para começar a ir aos poucos cuidando da minha vida. Sabe que eu não acreditava que aquelas dores horríveis iriam embora com a cirurgia? Com certeza vcs foram de muita importância nesse processo todo, principalmente o medo da cirurgia, que nem a anestesia eu senti. Foram os 45 minutos que mudaram minha vida para melhor! Quando dei por mim o médico já estava me mostrando o pedaço que foi cortado do fêmur. Agora será só alegria para todos os operados, com certeza, e, felicidades para os que necessitam da cirurgia!
    Depois informe o que seu mnédico disse, ok? meu email é:
    niljema@hotmail.com
    Abraços

    ResponderExcluir
  174. Oi, Jeanette
    Não me lembro bem por quanto tempo usei um travesseiro entre as pernas para dormir. Acho que por uns três ou quatro meses, religiosamente. Mas até hoje uso, quando me lembro e faz bom tempo.

    Garota, esse seu médico é meio punk, não é? Você gostou de ver o seu osso cortado?
    Você é a primeira pessoa que contou isso por aqui.


    Oi, Meri
    É dureza, não é?
    Mas espero que seja por pouco tempo e logo você consiga resolver esse problema.
    Que bom que vc gostou do blog!
    Volte sempre, apareça e seja bem vinda.



    Oi, Silvia
    Fico muito contente quando alguém diz que o blog ajudou em alguma coisa. E o mérito é de todos os que contaram suas histórias e postaram seus depoimentos. Uma obra viva e coletiva da melhor qualidade.

    Não tomei anticoagulante por tanto tempo quanto você. Até onde me lembro, foi apenas por uma semana e eu mesma me auto-aplicava. Corajosa, eu.
    Com 26 dias também estava de andador e muleta, mas todo dia tinha sessão de hidroterapia. Aliás, recomendo a todo mundo: hidroterapia ajuda e muito.
    Seja bem vinda, Silvia. Volte sempre e que sua recuperação continue ótima.
    Forte abraço.

    ResponderExcluir
  175. Olá m.Jo!
    Meu médico realmente é fantástico! Antes da cirurgia, mostrou a protese que iria ser colocada e, eu perguntei qual seria o tamanho do osso a ser retirado, dai ele mostrou, O que eu achei ótimo, porque não imaginava a cabeça do fêmur tão pequena, em relação a dor insuportável de antes da cirurgia! Acabei de chegar do supermercado e, como é marsvilhoso não sentir dor! Mais umna vez obrigada pelo incentivo que você com esse maravilhoso blog me deram!
    Beijos,

    ResponderExcluir
  176. Boa Tarde.... estava fuçando no Google e achei esse blog...muito interessante pois a 5 (quase 6) passei por uma cirurgia total de quadril bilateral e Graças a Deus tenho um médico que me explicou muito bem o que podia ou não aocntecer. Como na época tinha 25 anos tinha todos os medos dessa cirurgia e temia não ter uma vida "normal" depois dela. E olha foram 8 meses bem dificeis. Foram 2 cirurgias(lado D e E )mas agora estou ótima...ainda tenho umas encanações com alguns temas mas tento sempre conversar. É bom saber que existe várias pessoas que passam por isso, qdo fiz a cirurgia parecia que não tinha ngm que eu era a única.... rsrsrsr quem quiser ma mandar e-mail para trocar idéias anote aí milenebueno@bol.com.br...bjusss

    ResponderExcluir
  177. Olá, pessoal!
    Hoje estou com 27 dias de operada, ATQ direito, fico preocupada por está sentindo umas "dorzinhas" nos dois lados (o esquerdo tb tem prótese: 9 meses) e ,somente, hoje comecei a fisioterapia. Um dos meus maiores medos é da prótese sair do lugar, só voltarei ao médico após dez sessões de fisioterapia. Ainda não estou sentando 90º. Gostaria de saber quando vcs foram liberados para sentar normalmente,na ATQ esquerdo só sentei após os 30 dias.

    Saúde a todos!!!

    ResponderExcluir
  178. Olá vic!
    Fiz ATQ esquerdo e, a partir do momento em que tive alta hospitalar, as minhas cuidadoras, já me colocava na cadeira própria, e, eu sempre sentei normalmente. Talvez alguma das amigas tenham mais alguma informação a respeito. Caso essas "dorezinhas" persistam, sugiro que fale com seu médico a respeito!
    Abraços

    ResponderExcluir
  179. oi tdo bem pessoal estou na segunda protese de quadril direito coloquei protese cimentada gostaria de saber se alguém tem alguma informação sobre essa protese pois a primeira que coloquei foi protese não cimentada importada e minha recuperação foi muito rapida nem precisou de fisioterapia, agora essa já faz 10 meses e ainda faço fisio e hidroginastca e ainda não estou andando normal ainda de bengala e estou muito precupada com isso...se alguém estiver algo para me falar eu agradeço...muito obrigado

    ResponderExcluir
  180. Oi, M. jo e demais usuários desse blog, tudo bem? Meu nome é Menezes e sofri um acidente onde quebrei o acetábulo, passando por uma cirúrgia, porém fiquei com sequelas, pois embora não ande mancando, mas não posso fazer esforço, tipo correr ou carregar alguma coisa pesada. Bom, apesar de esperar meu milagre, pois creio em Deus, porém tenho consciência que posso vir a precisar usar uma prótese do quadril, daí algumas dúvidas, que são:

    1) A duração da prótese implantada, realmente chega a trinta anos?

    2) Quais as limitações de quem possui tais próteses, caso existam, são elas muito grande?

    3) Quanto ao dormir, sentar, andar, fazer sexo, correr, praticar esportes, praticar algum movimento e etc, existem limitações?

    Por enquanto é só, e agradeço a todos que poderem me responder. Grato.

    ResponderExcluir
  181. Menezes_PVH.

    Alguém que conhece o método de recapeamento, sabe me dizer se só é pra pessoas que possuam a cartilagem do acetábulo normal, ou ela e também implantada de maneira total. Grato.

    ResponderExcluir
  182. Hélio, meu nome é Menezes, e gostaria de trocar algumas idéias com você, meu msn é geffe-pvh@hotmail.com, obrigado e grato.

    ResponderExcluir
  183. marlene miranda costa28/05/11 13:19

    ola!gostaria de comentar com vcs e tirar algumas duvidas,ano passado,passei por uma cirurgia de encherto osseo,no q/esquerdo,mas o medico ja havia me dito que teria que passar por uma atq pois no esquerdo tinha dado necrose na cabeça do femur.As dores eram terriveis,estava andando de muleta,enao me restava + nada a nao ser operar,comfiei no senhor e fui com a cara e a coragem,a cirurgia foi um sucesso hoje esta completando 18 dias,estou me sentindo muito bem so o que incomoda + e a hora de dormir, ai meu deus e complicado vc pensa tudo naquele momento,acha que algo deu errado,ai o dia chega e tudo volta ao normal.Mas gostria que me esclarecesse,algumas duvidas;ja comecei fazer fisio,mas a musculatura fica muito dolorida nao,no local da cirurgia + proxima do joelho estou andando de muleta o medico pediu,pra nao forçar o lado operado,estou seguindo as recomendaçao dele,mas e que as vezes a gente fica meio bolada,achando que ta fazendo algo arrado sabe como e ja senti tantas dores que acha que tem algo errado ne.fiz tudo certinho durmo com almofada entre as pernas nao viro pro lado operado,nao cruzo as pernas e ai por dinte....ha, aqui em casa e so eu meu marido,nao tivemos filhos,mas meu marido ta afastdo com poblemas de colunas e minha salva guarda, ate nisso DEUS tem me abençoado,graças a deus,ele faz tudo,nao igual a gente,mas ta otimo,nao tenho que reclamar so tenho a agradecer,ha,no dia da minha alta estava,fazendo 45 anos a cirurgia foi meu mejhor presente,pois as dores ficaram la no bloco!Me responda por favor,so assim pra tirar minhas duvidas!Desde ja agradeço,e fiquem com osenhor JESUS.TENHA UMA BOA TARDE, ate mais.bjussss

    ResponderExcluir
  184. m.Jo disse:

    Olá, Milene

    Sempre é bom ouvir de uma veterana de quase 6 anos que está tudo bem. As preocupações e incertezas quanto ao futuro ficam diminuídas.
    Que bom que você nos achou!
    Um abraço e seja bem vinda.

    ================

    Oi, Vic

    Eu não tive uma cadeira própria como a Jeanette, mas também me sentei logo, não houve nenhum “tempo de resguardo”. No quinto dia após a cirurgia voltei prá casa de carro, sentadinha no banco do carona, sem dificuldade.
    Também tinha medo de a prótese sair do lugar, sei que às vezes acontece. Segundo o médico, meu risco agora é igual ao de uma pessoa sem prótese. Tomara.
    Mas vá com calma, não se avexe. Muita calma nessa hora!
    Um abraço

    ========================

    Oi, Anônimo/a.

    A recuperação depende de muitas coisas, não só do tipo da prótese. Apesar disso, estranhei o que vc contou. Sempre pensei que a recuperação de uma prótese cimentada fosse mais rápida.
    Ninguém melhor que vc para fazer essa comparação, e se vc está preocupado/a, deve ter razões para isso. Sugiro uma boa e franca conversa com o médico.
    Um abraço e sucesso.

    ==========================

    Olá, Menezes.

    Vou tentar ser objetiva nas respostas.

    1 - A duração da prótese depende da sua qualidade, das condições de saúde do paciente e dos cuidados pós-cirúrgicos. Próteses de cerâmica não cimentadas podem durar 30 anos ou mais. São feitas para isso.

    2 - Uma cirurgia bem sucedida depende também de cuidados no pós-operatório. Algumas posições devem ser evitadas, como cruzamento de pernas ou torção do corpo. Você provavelmente vai receber uma lista de recomendações e de proibições que variam conforme o caso e conforme o médico. Sentar a 90 graus, flexão das pernas a mais de 90 graus, dormir com um travesseiro entre as pernas, descarga de peso sobre a perna operada e por aí vai.

    3 - As limitações que eu conheço e que obedeço dizem respeito a evitar movimentos bruscos e atividades de impacto. Entre outras coisas, isso significa que correr não, nadar sim.

    4 - Ainda não consegui fazer uma boa caminhada, mas espero chegar lá. Algumas coisas têm atrapalhado mas não têm relação com a cirurgia. Precisei cuidar de um problema ciático e depois quebrei o pé. Nos demais aspectos, minha mobilidade está muito melhor do que antes.

    Espero ter ajudado, vamos ver se outras pessoas entram para responder também. Melhoras e seja bem vindo por aqui.

    ResponderExcluir
  185. m.Jo disse:

    Oi, Marlene

    Eu também achava as posições de dormir muito desconfortáveis, sempre com a barriga prá cima ou deitada sobre o lado oposto ao da perna operada com um travesseiro entre as pernas. E também morria de medo de fazer alguma besteira. A mesma coisa que vc está sentindo agora.

    Mas vai melhorar, tenha paciência. É ruim mesmo.

    Descobri que ficar de barriga prá cima e dobrar o joelho era melhor do que ficar com a perna esticada e elevada, apoiada num travesseiro. Mas precisava de apoio lateral para a perna. Então às vezes eu dormia no sofá, apoiando a perna no encosto, ou fazia uma montanha de almofadas e travesseiros, até a altura do joelho.
    Funcionava, e me permitia descansar das outras posições por algum tempo.

    Um abraço e muito sucesso na sua recuperação.

    ResponderExcluir
  186. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  187. Oi pessoal! Jeanette e M. Jo obrigada pelos comentários. A cada dia que passa fico mais fascinada com esse blog, pois me permite ver como a recuperação pode variar de uma pessoa para outra. Pois bem, ontem fiz um mês de ATQ direito, enquanto que a do quadril esquerdo está com quase 10 meses. A prótese do quadril esquerdo é de cerâmica não cimentada, enquanto que a do quadril direito é de polietileno cimentada (pois de acordo com o médico, devido a uma má formação nesse quadril a de cerâmica não coube). Nas duas cirurgias meu médico não liberou para sentar 90º, somente após os 30 dias, eu ficava sempre com o travesseiro triangular como apoio e passava, praticamente, o dia inteiro na cama, isso prejudicou um pouco. Ainda durmo com a barriga para cima e, assim como a M. Jo, também coloco travesseiros e lençois embaixo do joelho... e sempre com as pernas abertas. Para tomar banho uso uma cadeira própria. E para andar uso duas muletas e procuro não colocar o peso do corpo na perna, embora o médico tenha liberado. Sinto um desconforto no local da cirurgia e isso me deixa triste pq tenho medo de que esteja acontecendo algo de errado, já que na época da ATQ esquerdo eu não sentia nada no local. Vejo alguns de vcs falando que estão fazendo hidro e outras atividades, já meu médico disse que só vai me liberar para a hidro com um ano, vai entender, né? Adoro entrar no blog e ver novos questionamentos, depoimentos etc... Esse blog tem sido meu companheiro nessa recuperação tão lenta, tem me ajudado inclusive a ter paciência, palavra-chave nesse período. Obrigada a todos! E saúde para todos nós!!!!

    ResponderExcluir
  188. m.Jo disse:

    Oi, Vic
    Quando falo em "hidro" estou falando em hidroterapia, não em hidroginástica.
    Uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa.
    Bjks

    Não sei o que está havendo com esse blogspot. Não consigo logar para comentar os comentários. Só como "anônimo".

    ResponderExcluir
  189. Meu nome é Abílio.
    Vou colocar uma prótese no quadril direito.
    Meu medico sugeriu a prótese de cerâmica não cimentada, mas estou dependendo de autorização do plano de saúde Unimed.
    Se não autorizarem eu devo aceitar a de metal?
    Ou pagar a de cerâmica?
    O que seria melhor para mim em durabilidade.
    Tenho 58 anos.

    ResponderExcluir
  190. Pessoal,meu nome é Paulo tenho 30 anos e uma sequela de episiole no quadril direito. Tenho tido muitas dores, uns 15Kg acima do meu peso devido a falta de atividade física, por causa da dor.Tenho usado anti-inflamatórios todos os dias, o que me preocupa...Tenho avaliado a possibilidade de fazer a cirurgia de quadril, usando a técnica de resurfacing. Tenho alguns receios quanto a recuperação, voltar ao trabalho, como me preparar para tudo isso... Alguma dica?? Valeu, muito boa a iniciativa do blog.

    ResponderExcluir
  191. m.Jo disse:

    Oi, Abílio

    Eu já escrevi mais de uma vez aqui no blog minha opinião sobre esse assunto.
    Resumindo:

    1 – O convênio não tem o direito de mudar as especificações do médico especialista, relativas ao tipo de prótese a ser utilizada. O convênio pode escolher marcas ou fornecedores, mas não pode escolher o tipo de prótese. Isso é prerrogativa exclusiva do médico.

    2 - Alguns tipos de prótese não têm similar nacional. Material de boa qualidade custa caro e ainda é importado (infelizmente). Não temos bons fabricantes.

    3 - Muita gente não aceita a recusa dos convênios e recorre à justíça para fazer valer os seus direitos. Temos vários depoimentos nesse sentido por aqui, inclusive de clientes da Unimed. Histórias bem sucedidas.

    Com a sua idade, imagino que vc esteja lidando com uma expectativa de vida não inferior a 30 anos. Nesse horizonte temporal, qualidade de vida tem a ver com a qualidade e durabilidade da sua prótese. Não se iluda.

    Pode ser útil consultar um bom advogado para se informar a respeito das possibilidades judiciais. Mas a avaliação é sua, e vai depender também de outros fatores como urgência e possibilidades financeiras. Só vc mesmo para ponderar isso tudo.

    Um abraço, e que vc faça as melhores escolhas.


    Olá, Anônimo

    Tem pouca coisa sobre resurfacing por aqui, mas tem.
    E há controvérsias. Algumas pessoas botam fé, outras não vêem vantagem nenhuma, só desvantagens, e preferem a artroplastia.
    Pense bem, e faça a melhor escolha.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
  192. Oi, meu nome é Ana, tenho 29 anos e estou decidindo se faço ou não faço a cirurgia para colocar protese no quadril, tenho indicação médica para colocar dos dois lados. Só que estou com muito medo. Entrei no seu blog e vi voce falando que leva uma vida normal. Gostaria de saber o que é verdade depois dessa cirurgia. Coisas como :
    1- Nunca mais pode cruzar as pernas ?
    2- Nunca mais pode agachar ?
    3- Não pode ajoelhar dobrando o corpo para tras?
    4- A pessoa consegue calçar meia sozinha ou isso é perigoso para a protese ?
    Estou precisando de ajuda para exclarecer essas duvidas.
    Abraço

    ResponderExcluir
  193. Oi, Ana.
    Vou falar por mim:
    1 - Eu cruzo as pernas. Agora é mais fácil do que antes.
    2 - Abaixar sim, ficar de cócoras não.
    3 - Não entendi essa posição. Como quem faz alongamento de coxa? Explique melhor.
    4 - Calço meia, inclusive meia-calça (sem furar) e corto as unhas do pé. Levei alguns meses para conseguir cortar as unhas. Calçar meias é bem mais fácil. Amarrar fivela de sapato também.

    Só faço essas coisas porque não vejo perigo. Nesse capítulo não quero saber de ousadias.
    um abraço e seja bem vinda.

    ResponderExcluir
  194. bom..eu tenho 23 anos e tenho que fazer uma artroplastia total do quadril no lado esquerdo, porém provavelmente vou ter que colocar uma protese no joelho esquerdo também, gostaria de saber se alguem sabe qual das duas devo realizar primeiro..obrigado..=)

    ResponderExcluir
  195. Oi, Thiago
    Eu não sabia responder, fui perguntar aos universitários. Segundo as fontes consultadas, primeiro se opera o quadril e depois o joelho.
    Parece que é uma questão de posicionamentos e eixos. A prótese do quadril é que vai definir o eixo, e a do joelho deve ficar alinhada com o quadril.
    Se o joelho for operado primeiro, a cirurgia do quadril pode mudar esse alinhamento e estragar o serviço.
    Deu prá entender ou ficou meio confuso?
    Um abraço e seja bem vindo por aqui.

    ResponderExcluir
  196. muito bem explicado =)..na vdd ainda estou no processo de espera do convenio pra decidir a data e custo da cirurgia do quadril..espero q saia logo..nao da mais p senti dor todo dia..mas estou bem =)

    ResponderExcluir
  197. Boa tarde Thiago!
    Confirmando o que a m.Jo. disse,eu teria que colocar proteses no quadril e joelho, esquerdos, mas, quando pedi ao meu medico que fizesse as duas de uma vez, ele disse exatamente o que nossa amiga explicou, por isso fiz a artroplastia do quadril dia 09/04, e o joelho, vai ficar para depois, pois a dor desapareceu!

    ResponderExcluir
  198. pois eh..me disseram tb que a dor no joelho pode ser somente um reflexo da dor no quadril..tomara que seja isso..pois ele tb dói

    ResponderExcluir
  199. Oi pessoal, voltei para postar as novidades, com 30 dias de operada o médico liberou dormir de lado, no não operado com um travesseiro grosso entre as pernas, eu ja usava antes da cirurgia, hehe que alegria.hoje com 48 dias de recuperação, o medico receitou 10 sessões de hidroterapia, estou aguardando vaga, isso porque é numa clinica particular acredita!!!
    Gostaria que alguém pudesse me informar quanto tempo ficou afastado pelo INSS, sei que cada caso pode variar, mas preciso de uma média para organizar meus estudos.
    Aguardo ansiosamente as postagem de vcs.

    Abraços a todos.
    Silvia

    ResponderExcluir
  200. marlene miranda costa13/06/11 13:13

    ola,nedina estava lendo e vi seus comentarios,ou melhor seu disabafo hoje esta fazendo 1mes e 2 dias que passei por atq e mtas duvidas nao e?ja vou completar 20 sessoes de fisio,esta indo,mas qualquer discomforto que sinto, fico com medo logo pensando sera que aconteceu algo no local da cirurgia.e muita insegurança nao e eu sofri + de 2 anos com dores interminaveis,estava tratando do joelho,medicos nao achava nada,foi mta peregrinaçao em hospitais,ate que achei um anjo chamado;DR;RICARDO SAVASSI do hopital socor,foi la que descobrirao que tinha necrose na cabeça do femur esq e que tava passando para o direito,mas o direito tinha jeito de opetar,fizerao enxerto osseo na cdf/fiquei 2 meses sem colocar o pe no chao,mas o que me matava era a dor que sentia no esq/e sem poder firmar nela,mas passou graças a deus,hoje o que esta me deixando preocupada e uma dormencia que sinto na coxa em que foi feito o enxerto e uma dor queimando no local da cirurgia,e mais abaixo fica parecendo que ta congelado o local.mas nedina gostei muito de encontrar,vc pois tambem moro em bh quem sabe podemos trocar email, nao e mesmo.Ha a minha carteira de motorista venceu fui trocar, veja bem,estava de muleta qual foi meu espanto nao pude trocar havia pago todas as taxas a medica me pediu pra fazer aqueles exercicio nao dei conta de fazer nenhum,ela falou que nao poderia renovar,so depois que fizesse a cirurgia sai de la chorando ne mas agora que operei tenho ate março de 2012 pra renovar menos mal.NEDINA vc falou que seu medico pediu pra vc nao subir escada, entao siga as recomendaçoes dele,e o melhor,na net vc entra em protese femural e la eles ensina a gente subir e descer/com muleta e claro, sobe levando a perna que nao ta operada, desce com a que ta operada,sempre firmado na muleta ok!o meu msn e sergiothulis@hotmail.com

    ResponderExcluir